‘Exílio’ de Jean Wyllys envergonha o Governo Bolsonaro e repercute nos jornais do mundo o envolvimento do clã com milícias do Rio

25/01/2019 3 Por Redação Urbs Magna

O britânico “The Guardian” lembra a amizade de Jean Wyllys com Marielle Franco, vereadora assassinada em março do ano passado. “Sua saída provavelmente aumentará o temor da comunidade LGBT no Brasil de que a homofobia aumente ainda mais sob o governo do presidente Jair Bolsonaro, que ganhou notoriedade por sua evidente homofobia”, diz o jornal.

"'Eu preciso permanecer vivo': legislador brasileiro gay desiste de mandato em meio a ameaças", diz chamada do The New York Times — Foto: Reprodução/The New York Times
“‘Eu preciso permanecer vivo’: legislador brasileiro gay desiste de mandato em meio a ameaças”, diz chamada do The New York Times — Foto: Reprodução/The New York Times

Nos EUA, o “The New York Times” destaca o papel de Jean Wyllys na luta pelos direitos LGBT, além das ameaças de morte citadas pelo deputado federal. “Wyllys tem sido alvo de ameaças de morte há anos, mas ele disse que essas ameaças se tornaram mais severas depois que Marielle Franco, uma defensora dos direitos humanos que era sua amiga e aliada política, foi assassinada”, afirma o jornal.

"Legislador brasileiro abertamente gay deixa posto em meio a ameaças de morte", diz o jornal — Foto: Reprodução/The Washington Post
“Legislador brasileiro abertamente gay deixa posto em meio a ameaças de morte”, diz o jornal — Foto: Reprodução/The Washington Post

Ainda nos Estados Unidos, o “The Washington Post” lembra dos embates frequentes entre Wyllys e o presidente Jair Bolsonaro, além das medidas de segurança adicionais adotadas pelo deputado após o assassinato de Marielle.

“Wyllys, que foi reeleito em outubro e deveria começar um terceiro mandato em fevereiro, disse que as ameaças de morte contra ele aumentaram significativamente desde que a vereadora do Rio de Janeiro, Marielle Franco, foi baleada e morta junto com seu motorista em março. Desde então, Wyllys, que representa o Rio de Janeiro, usa uma equipe de segurança”, relata o jornal.

Leia mais: https://g1.globo.com/politica/noticia/2019/01/25/jean-wyllys-desiste-de-mandato-veja-repercussao.ghtml

Et Urbs Magna via G1

Receba nossas atualizações direto no seu WhatsApp – Salve nosso número em sua agenda e envie-nos uma mensagem – É GRÁTIS – ACESSE AQUI

Doe ao Et Urbs Magna

𝙲𝙾𝙽𝚃𝚁𝙸𝙱𝚄𝙰 𝚌𝚘𝚖 𝚘 𝚅𝙰𝙻𝙾𝚁 𝚀𝚄𝙴 𝙳𝙴𝚂𝙴𝙹𝙰𝚁 (O valor está expresso em Dólar americano) Para alterar o valor a contribuir, basta alterar o MULTIPLICADOR na caixa correspondente 𝐀 𝐩𝐚𝐫𝐭𝐢𝐫 𝐝𝐞 𝐔𝐒𝐃 $ 5 até o limite que desejar

$5.00


Comente