EUA terão aumento de casos de suicídio por isolamento e desemprego, diz estudo.

04/04/2020 0 Por Redação Urbs Magna
Compartilhe

Milhares de suicídios poderão ocorrer nos EUA em decorrência das medidas restritivas impostas para o combate ao coronavírus, além das fatalidades do próprio surto, de acordo com alerta publicado na sexta-feira (03) pela Reuters. A agência faz uma comparação com a crise econômica de 2007-2009 que gerou perspectivas sombrias para o mercado de trabalho provocando um aumento nas taxas de suicídio no país norteamericano bem como na Europa e cita entrevistas com vários especialistas em saúde.

Os EUA estão registrando o maior índice de perda de empregos dos últimos 11 anos devido ao sars-cov-2 e, por este motivo, o texto do estudo alerta que, dessa vez, esses efeitos poderão ser ainda mais profundos, se a economia entrar em colapso e o desemprego atingir níveis históricos. Estima-se que 20 mil suicídios ocorrerão nos EUA e Europa durante a alta do desemprego que já beira os 20%.

Infelizmente, acho que há uma boa chance de que possamos ver o dobro de suicídios nos próximos 24 meses, em se comparando ao que vimos durante a primeira parte da última recessão, disse o pesquisador Aaron Reeves, da Universidade de Oxford, no Reino Unido, em entrevista à Reuters.

As medidas de isolamento impostas nos EUA e na Europa também estão causando mais violência doméstica em algumas áreas, devido ao convívio de agressores compulsivos com suas vítimas, informou Katie Ray-Jones, diretora executiva da Linha Direta Nacional de Violência Doméstica dos EUA.

Telegram: Acesse e SIGA NOSSO CANAL

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.
Compartilhe