EUA concluem que Trump deve ser considerado responsável pela invasão do Capitólio

Deputados acusam o presidente derrotado de negligência e inação sobre o tumulto que assistiu pela Fox e ignorou pedidos

O ex-presidente dos EUA, Donald Trump, assistiu à invasão do Capitólio pela Fox e ignorou pedidos para freá-la, afirma a Comissão da Câmara dos Deputados que investiga a ação de seus apoiadores, em 6 de janeiro do ano passado.

O ex-presidente lavou as mãos e apenas assistiu aos tumultos, ao vivo, durante duas horas e meia pela Fox News, sentado em sua sala de jantar, disseram parlamentares do grupo, acrescentando que o republicano não fez nada, por mais de 3h, para acabar com a violência provocada por seus apoiadores.

Trump foi acusado de abandono do dever, negligência, inação e de “trair seu juramento” ao cargo de presidente.

O presidente da comissão, o deputado Bennie Thompson, afirmou que Trump “abriu um caminho para a anarquia e corrupção” e que o republicano fez “tudo em seu alcance para anular a eleição. Ele mentiu, intimidou, traiu seu juramento”.

De acordo com a comissão, Trump tinha o poder de desmobilizar a multidão, que agia em seu nome, mas se recusou a fazê-lo, mesmo depois que a sede do poder Legislativo foi tomada por seus apoiadores.

Siga Urbs Magna no Google Notícias
Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.