‘Estrago geracional’, diz jornalista sobre ‘vitalização’ de Mendonça no STF – Barroso diz que é a democracia

02/12/2021 0 Por Redação Urbs Magna
‘Estrago geracional’, diz jornalista sobre ‘vitalização’ de Mendonça no STF – Barroso diz que é a democracia

O ministro Luís Roberto Barroso. Foto: André Dusek/Estadão. Kennedy Alencar, jornalista do UOL, ao fundo, e o novo ministro do STF, o ex-AGU André Mendonça, por MARCELLO CASAL JR/AGÊNCIA BRASIL | Sobreposição de imagens


PROGRESSISTAS POR UM BRASIL SOBERANO

A democracia tem lugar para liberais, conservadores e progressistas. O mesmo vale para o STF“, disse Luis Roberto Barroso, enquanto Kennedy Alencar criticou o “obscurantista”, “conservador” e “autoritário” ex-AGU

O Senado é cúmplice de um dos piores legados de Bolsonaro“, afirma o jornalista Kennedy Alencar, do UOL, em seu perfil no microblog Twitter.

Falhou no seu papel no sistema de freios e contrapesos numa democracia“, prossegue o colunista.

Obscurantista, conservador e autoritário, André Mendonça poderá ficar mais de um quarto de século no STF. Estrago é geracional“, avalia.

Veja abaixo e leia mais a seguir:

Após a aprovação, nesta terça-feira (1/11), no Plenário do Senado Federal, por 47 votos a favor e 32 contra, do ex-AGU (advogado-geral da União), André Mendonça, para assumir o cargo de ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), que substituirá o aposentado Marco Aurélio Mello, o ministro Luís Roberto Barroso comemorou.

A democracia tem lugar para liberais, conservadores e progressistas. O mesmo vale para o STF“, disse o magistrado à Coluna Painel, da Folha de S. Paulo. O importante é que além do conhecimento jurídico, o candidato seja uma pessoa do bem. Acho que é o caso do ministro André Mendonça“, disse.

Mendonça, que também foi ministro da Justiça e Segurança Pública do governo Jair Bolsonaro, precisava de 41 votos para a confirmação da indicação e obteve 6 amais. Mesmo assim, foi a mais baixa quantidade obtida dentre todos os atuais integrantes do STF.

Comente