Estoque de milho cresce 50,8% e de soja tem queda de 56,4%, entre 31/12/2011 e 31/12/2012

06/06/2013 0 Por Redação Urbs Magna

A rede armazenadora de produtos agrícolas em operação no país apresentou uma queda de 0,6% no número de estabelecimentos ativos, comparativamente ao primeiro semestre de 2012. Em 31 de dezembro de 2012, a rede contava com 9.223 estabelecimentos ativos, dos quais 4.175 (45,3.%) encontravam-se na região Sul, 2.028 (22,0%) na região Sudeste, 1.991 (21,6.%) na Centro-Oeste, 723 (7,8%) na Nordeste e 306 (3,3.%) na região Norte.

A capacidade útil das unidades armazenadoras dos tipos armazéns convencionais, estruturais e infláveissomou 70.425.574 metros cúbicos, sendo que, deste total, um pouco mais de 70,0% estavam concentrados nas regiões Sudeste e Sul.

As unidades armazenadoras dos tipos armazéns graneleiros e granelizados totalizaram 57.913.032 toneladas de capacidade útil, sendo que a região Centro-Oeste deteve 49,9% desta capacidade de armazenamento e a Sul, 32,3%.

Os silos para grãos apresentaram 58.470.826 toneladas de capacidade útil total no país, com a região Sul detendo 56,5% deste total e as regiões Centro-Oeste e Sudeste, 24,6% e 13,6%, respectivamente.

Os resultados de capacidade útil, quando comparados aos da pesquisa do primeiro semestre de 2012, apresentaram queda de 3,9% na capacidade útil dos armazéns convencionais, estruturais e infláveis e acréscimo de 0,9% na capacidade útil dos silos, mantendo-se inalterados em relação aos armazéns graneleiros. O total de capacidade útil instalada no país decresceu 0,8%, passando de 159.876.988 para 158.639.202 toneladas.

Estoque de milho foi o maior em 31/12/2012, com mais de 8 milhões de toneladas

Os maiores estoques registrados em 31 de dezembro de 2012 foram os de milho em grão (8.045.566 t), de trigo em grão (3.851.089 t), de arroz em casca (2.362.063 t), de soja em grão (2.141.626 t) e os de café em grão (1.197.081 t).

Quando comparados com os estoques dos principais produtos existentes em 31 de dezembro de 2011, os estoques de arroz, trigo e soja apresentaram quedas de 23,8%, 27,0% e 56,4%, respectivamente, enquanto os estoques de café e milho apresentaram acréscimos de 17,0% e 50,8%.

A publicação completa da pesquisa pode ser acessada na página
http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/indicadores/agropecuaria/estoque.

 

Comunicação Social
06 de junho de 2013

𝘊𝘰𝘮𝘦𝘯𝘵𝘦 𝘤𝘰𝘮 𝘴𝘦𝘶 𝘍𝘢𝘤𝘦𝘣𝘰𝘰𝘬 𝘰𝘶 𝘶𝘵𝘪𝘭𝘪𝘻𝘦 𝘢 𝘰𝘶𝘵𝘳𝘢 𝘴𝘦çã𝘰 𝘮𝘢𝘯𝘵𝘪𝘥𝘢 𝘢𝘣𝘢𝘪𝘹𝘰. 𝘖𝘴 𝘤𝘰𝘮𝘦𝘯𝘵á𝘳𝘪𝘰𝘴 𝘴ã𝘰 𝘥𝘦 𝘳𝘦𝘴𝘱𝘰𝘯𝘴𝘢𝘣𝘪𝘭𝘪𝘥𝘢𝘥𝘦 𝘥𝘦 𝘲𝘶𝘦𝘮 𝘰𝘴 𝘱𝘶𝘣𝘭𝘪𝘤𝘢 𝘦 𝘱𝘰𝘥𝘦𝘮 𝘯ã𝘰 𝘳𝘦𝘧𝘭𝘦𝘵𝘪𝘳 𝘢 𝘰𝘱𝘪𝘯𝘪ã𝘰 𝘥𝘰 𝘴𝘪𝘵𝘦. 𝘛𝘦𝘹𝘵𝘰𝘴 𝘷𝘶𝘭𝘨𝘢𝘳𝘦𝘴 𝘦 𝘥𝘪𝘴𝘤𝘶𝘳𝘴𝘰𝘴 𝘥𝘦 ó𝘥𝘪𝘰 𝘴ã𝘰 𝘥𝘦𝘴𝘯𝘦𝘤𝘦𝘴𝘴á𝘳𝘪𝘰𝘴 𝘱𝘢𝘳𝘢 𝘢 𝘤𝘰𝘯𝘴𝘵𝘳𝘶çã𝘰 𝘥𝘦 𝘶𝘮𝘢 𝘴𝘰𝘤𝘪𝘦𝘥𝘢𝘥𝘦 𝘤𝘪𝘷𝘪𝘭𝘪𝘻𝘢𝘥𝘢. 𝘕𝘦𝘴𝘵𝘦𝘴 𝘤𝘢𝘴𝘰𝘴, 𝘳𝘦𝘴𝘦𝘳𝘷𝘢𝘮𝘰-𝘯𝘰𝘴 𝘰 𝘥𝘪𝘳𝘦𝘪𝘵𝘰 𝘥𝘦 𝘣𝘢𝘯𝘪𝘳 𝘴𝘦𝘶𝘴 𝘱𝘦𝘳𝘧𝘪𝘴.
Anúncios