“Esses marginais vermelhos serão banidos de nossa pátria”. Começou pelas cadeiras do Planalto, que devem ser ameaçadoras e por isso foram trocadas por azuis

04/01/2019 2 Por Redação Urbs Magna

Palácio da Alvorada já começou a receber, na tarde desta quinta-feira (3/1), a mudança do presidente, Jair Bolsonaro (PSL), e da primeira-dama, Michelle. A primeira alteração no ambiente foi nas cadeiras da residência oficial da Presidência da República: poltronas vermelhas remanescentes no prédio foram substituídas por modelos azuis. A informação é do jornal O Globo.

Segundo a publicação, a troca do mobiliário durou cerca de 40 minutos e não foram explicados os motivos para a substituição das cadeiras. No entanto, lembra o jornal, o presidente e sua equipe costumam criticar a cor vermelha, que associam ao PT e ao socialismo.

Durante a posse, Bolsonaro chegou a repetir “a nossa bandeira jamais será vermelha” e disse estar disposto a dar sangue para mantê-la verde e amarela. Nessa quarta (2), ao assumir oficialmente a Casa Civil, o ministro Onyx Lorenzoni declarou que o governo estava fazendo uma “despetização” ao anunciar o corte de 320 cargos em comissão na pasta.

Novos habitantes
Desde a saída de Dilma Rousseff do Palácio da Alvorada, a residência oficial estava desocupada: sucessor da petista, o emedebista Michel Temer achava o lugar grande demais e permaneceu morando na residência da Vice-Presidência, o Palácio do Jaburu.

Agora, além de Jair Bolsonaro e Michelle, viverão no Alvorada a filha do casal, Laura, de 7 anos, e a enteada do presidente, Letícia, 19. Segundo O Globo, ainda há a possibilidade de Jair Renan Bolsonaro, filho de Bolsonaro com Ana Cristina Valle, ocupar o palácio. O estudante de direito tem 20 anos, mora em Resende (RJ) com a mãe e está de mudança para Brasília, para ficar mais próximo do pai, mas ainda não definiu se viverá com a família ou terá outro espaço.

Até a mudança ser concluída, Jair Bolsonaro permanece na Granja do Torto, espécie de residência de campo da Presidência. O local foi colocado à disposição do político após a vitória nas urnas, em outubro, mas ele só passou a ocupá-lo a partir de 21 de novembro, sempre que estava em Brasília, depois de Michelle visitar a granja.

Et Urbs Magna via O Globo.

 

Receba nossas atualizações direto no seu WhatsApp – Salve nosso número em sua agenda e envie-nos uma mensagem – É GRÁTIS – ACESSE AQUI

 

Doe ao Et Urbs Magna

𝙲𝙾𝙽𝚃𝚁𝙸𝙱𝚄𝙰 𝚌𝚘𝚖 𝚘 𝚅𝙰𝙻𝙾𝚁 𝚀𝚄𝙴 𝙳𝙴𝚂𝙴𝙹𝙰𝚁 (O valor está expresso em Dólar americano) Para alterar o valor a contribuir, basta alterar o MULTIPLICADOR na caixa correspondente 𝐀 𝐩𝐚𝐫𝐭𝐢𝐫 𝐝𝐞 𝐔𝐒𝐃 $ 5 até o limite que desejar

$5.00

 

Comente