Espanha sofre com inverno rigoroso. Fenômeno não é visto desde 1963

14/01/2021 0 Por Adriana Farias

Toda a Espanha, com exceção das Canárias, vêm sofrendo com temperaturas abaixo de zero. Algumas regiões atingiram temperaturas que variaram de -18ºC a -25ºC a ponto de a água congelar nos encanamentos.

Fenômeno chamado de Efeito Filomena, uma tempestade de neve que arrasou com metade da Espanha, derrubando mais de 150 mil árvores, fechando aeroportos e rodovias, com neve bloqueando estradas que dão acesso à diversas cidades, deixando moradores sem água, luz e suprimentos em prateleiras de supermercados.

Leia mais após o vídeo:

Crédito das imagens ABC.ES

A situação está tão caótica que, em Madrid, até um bebê nasceu dentro do carro a caminho do hospital mais próximo porque nem ambulância conseguiu chegar até a casa do casal nem eles conseguiram chegar ao hospital. Por sorte, uma enfermeira conseguiu chegar à mãe e encaminha-la a uma maternidade. Mãe e filha passam bem.

Mas nem todos tiveram a mesma sorte. A tempestade fez diversos óbitos. Nem a 3ª onda de Covid-19 e nem a Filomena estavam previstos para esse início de década pelos espanhóis.

O Presidente do Governo da Espanha, Pedro Sanchez, se vangloriou do seu projeto emergencial de alteração climática 10 dias antes de ser surpreendido pela nevasca Filomena. Embora seja um projeto de reforma climática, o documento ainda não foi discutido na Câmara e, provavelmente, chegará ao Senado no final de janeiro. No entanto, fontes do governo informam que esse documento não será aprovado antes de março deixando, assim, diversas lacunas na tomada de decisões a respeito do efeito Filomena.

Telegram: Acesse e SIGA NOSSO CANAL

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.