Eduardo Bolsonaro quer conflito militar com China e Rússia? Filho do presidente age como ‘chanceler do caos’ ao tentar boicotar posse de Nicolás Maduro

05/01/2019 0 Por Redação Urbs Magna

Filho de Jair Bolsonaro, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que atua como uma espécie de chanceler informal, propõe que países da América do Sul apoiem um governo alternativo ao de Nicolás Maduro, que toma posse para seu segundo mandato no próximo dia 10. Reconhecido por grandes potências como China e Rússia, o governo venezuelano é tratado como inimigo pelo governo Bolsonaro que aposta no conflito.

“O não reconhecimento do novo mandato de @NicolasMaduro que se inicia em 10/JAN/2019 abre caminho para que países democráticos reconheçam um governo de transição. É início para uma transição para um sistema democrático. Começa a cair a narcoditadura bolivariana”, disse ele em sua página no Twitter.

Ele se apega a uma decisão tomada pela Assembleia Nacional da Venezuela, controlada pela oposição, que declarou neste sábado (5) que o novo mandato de Nicolás Maduro, é ilegítimo, apesar da vitória nas urnas conquista em 20 de maio.

Et Urbs Magna via Brasil 247

Receba nossas atualizações direto no seu WhatsApp – Salve nosso número em sua agenda e envie-nos uma mensagem – É GRÁTIS – ACESSE AQUI

Doe ao Et Urbs Magna

𝙲𝙾𝙽𝚃𝚁𝙸𝙱𝚄𝙰 𝚌𝚘𝚖 𝚘 𝚅𝙰𝙻𝙾𝚁 𝚀𝚄𝙴 𝙳𝙴𝚂𝙴𝙹𝙰𝚁 (O valor está expresso em Dólar americano) Para alterar o valor a contribuir, basta alterar o MULTIPLICADOR na caixa correspondente 𝐀 𝐩𝐚𝐫𝐭𝐢𝐫 𝐝𝐞 𝐔𝐒𝐃 $ 5 até o limite que desejar

$5.00

Comente