Diretor do Ipespe diz que Bolsonaro pode usar pesquisa de boca de urna ‘fake’ e criar confusão em 2/10

Mesmo sem registro no TSE, números falsos serviriam de combustível para insatisfação dos radicais após resultados oficiais

O diretor-presidente do Ipespe (Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas), Antonio Lavareda, afirmou ao blog do Noblat, no portal de notícias Metrópoles, que pode ocorrer uma pesquisa de boca de urna falsa no dia das eleições.

De acordo com o texto do jornalista, Lavareda disse que não ocorrerá “nenhum movimento dramático das curvas dos candidatos” e que, nas palavras de Noblat, “a onda de declarações de apoio a Lula deve continuar esta semana“.

A publicação diz também que o diretor alertou que “muito provavelmente, a máquina de desinformação vai gerar confusão no dia da eleição”.

Lavareda disse ainda que “salvo um “repique” dos nomes da terceira via no pós debate da Globo, ou uma bomba imprevisível de muitos megatons, não há no radar mudanças expressivas“.

Sobre a “onda de declarações de apoio a Lula“, Lavareda disse que ela prossegue e que “esse movimento, mais o “Vira Virou” dos artistas, aumenta a chance da eleição ser resolvida no próximo domingo“. O diretor acrescenta que “sete em cada dez eleitores querem ver tudo decidido já no primeiro turno. Isso poderá antecipar para o ex-presidente parte dos 8 pontos percentuais que ele só teria hoje no segundo turno“.

O diretor do Ipespe disse também que votos úteis para Bolsonaro são muito difíceis de ocorrerem: “Ele reúne 43% dos eleitores de Simone ( outros 51% dela preferem Lula), e 21% dos que votam em Ciro ( outros 51% dele preferem Lula).

Sobre as pesquisas de outros Institutos que destoam do geral, Lavareda explicou que há um sério problema: “o das Pesquisas Fake. Elas aparecem todas as semanas, auto custeadas, “órfãs”, com questionários esquisitos, e resultados muitos discrepantes dos institutos que têm tradição nesse mercado, aqueles cuja performance pode ser avaliada pelo desempenho em eleições passadas“.

Conclusivamente, o diretor diz que “a sociedade deve estar atenta” e o “TSE especialmente“, pois “muito provavelmente essa máquina de desinformação vai gerar confusão no dia da eleição. Pesquisas fake de “Boca de Urna ”, que terão um propósito claro. Difundidas maciçamente nas redes sociais no fim da tarde do domingo, mesmo sem registro no Tribunal, seus números servirão de combustível para turbinar e legitimar a eventual insatisfação dos radicais com os resultados oficiais divulgados à noite“.

Siga Urbs Magna no Google Notícias
Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.