Protestos encomendados

14/03/2015 0 Por Redação Urbs Magna

A manipulação da mídia e dos grandes empresários

mblNão se iludam com a sonoridade do MBL em seu pré-falido plano agitador do impeachment. Não há genialidade alguma na política inconsistente de Kim Kataguiri e Renan Santos.

O MBL (Movimento Liberta Brasil) é financiado e ajudado por políticos e empresários opositores no governo. Estima-se que a dupla Kataguiri e Santos recebe em torno de R$ 50 mil mensais, o que os estimula a continuar na articulação de uma estratégia infundada e nada visionária. Mas as doações não param incentivando-os mais e mais a convocar o povo para as ruas. Isso foi conseguido graças ao carisma e à eloquência, ainda que com inconsistência histórica e política, principalmente de um jovem descendente de nipônicos que alguém no Folha OnLine, em matéria de sua coluna Opinião curiosamente sem autoria, desclassificou ao dizer que “um idiota bem-intencionado pode causar tanto ou mais estrago que um gênio corrupto.” Não creio, com base no despreparo juvenil dos envolvidos, que haverá algum dano à democracia brasileira, apesar da ideia de acabar com o PT ter sido acatada por simpatizantes do Vem Pra Rua nas principais capitais do Brasil e em muitas cidades economicamente expressivas. A agitação ocorreu em mais de 50 cidades, de acordo com as confirmações “assinadas” contra Dilma Rousseff e o PT

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.