‘Desqualificado, leigo, sem noção da gravidade’ do que disse, diz Kakay sobre confissão de Moro contra LULA

O advogado criminalista Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, e o ex-juiz federal, Sergio Moro | Sobreposição de imagens


PROGRESSISTAS POR UM BRASIL SOBERANO

O ex-juiz afirmou em entrevista que a “Lava Jato combateu o PT” e depois quis corrigir dizendo que a operação apenas descobriu “esquemas de corrupção”

O advogado criminalista Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, afirmou que o ex-juiz federal Sergio Moro é um “desqualificado, leigo e sem noção” da gravidade do que disse sobre a operação Lava Jato ter combatido o Partido dos Trabalhadores.

A confissão do ex-ministro da Justiça de Bolsonaro se deu durante entrevista à uma rádio de Mato Grosso.

É um desqualificado que admite agora que instrumentalizou o Judiciário e parte do Ministério Público. Incrível como o leigo não tem noção da gravidade desta declaração”, disse Kakay, de acordo com transcrição de sua fala nos portais Carta Capital e Brasil 247.

Moro “foi o maior eleitor do atual presidente ao prender Lula, que estava na frente nas pesquisas, e ganhou de contrapartida o Ministério da Justiça”, afirmou Kakay.

Ele agora admite. Resta saber como vão reagir as viúvas do Moro. Os que ainda o apoiam por razões que nós podemos imaginar mas que não são republicanas. Vamos enfrentá-lo. O poeta já disse: a vida dá, nega e tira”, disse.

Moro disse na Rádio Capital FM, de Mato Grosso que “tem gente que combateu o PT na história de uma maneira muito mais efetiva, muito mais eficaz. A Lava Jato”.

Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.