Deltan pode ser afastado da Lava Jato pelo conselho do MP em agosto

30/07/2020 1 Por Redação Urbs Magna

Sugestão para mudança de setor é um dos 19 processos do procurador na CNMP aguardando a análise do Conselho

O procurador chefe da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, pode ter um pedido de afastamento pelo relator de um de seus casos no CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público) através da abertura de um processo de remoção que terá como um dos principais argumentos a polêmica sobre a criação de uma fundação com o dinheiro da Petrobras.

Luiz Fernando Bandeira, advogado Conselheiro do CNMP e Secretário-geral da Mesa do Senado Federal, busca facilitar o consenso do órgão pelo afastamento de Deltan deixando de lado as revelações da ‘Vaza Jato’ feitas pelo The Intercept Brasil bem as palestras remuneradas do procurador que tem sofrido uma verdadeira ofensiva da PGR (Procuradoria-Geral da República).

De acordo com Camila Mattoso o relator deve defender que as palestras remuneradas do procurador são atividades lícitas e as mensagens reveladas pelo Intercept Brasil, que sugerem relação de proximidade indevida com o ex-juiz Sergio Moro, são provas nulas.

Ao Painel da Folha, Mattoso afirma que o processo, colocado na pauta da sessão do CNMP do dia 18 de agosto, teve início com uma representação de Kátia Abreu (PP-GO) pela abertura do chamado “procedimento de remoção por interesse público”. Segundo Mattoso, a senadora pede que Deltan seja mudado de setor no Ministério Público em um dos 19 processos nesse sentido ainda para serem analisados.

Em uma publicação recente de entrevista em vídeo no Canal do YouTube do grupo de advogados Prerrogativas, Augusto Aras, Procurador-Geral da República, afirmou que a Lava Jato de Curitiba tem dados de 38 mil pessoas em segredo, ou seja, não compartilhado com a Justiça brasileira.

Junte-se a 37.111 outros assinantes

Telegram: Acesse e SIGA NOSSO CANAL

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.