Condenado a devolver R$ 3 mi em diárias, Deltan quase entra em parafuso e ataca LULA (vídeo)

O ex-procurador Deltan Dallagnol (Podemos-PR) | Imagem reprodução Twitter

Ex-procurador não conseguiu esconder o desequilíbrio e se defendeu com o argumento do “combate à corrupção”

Deltan Dallagnol não escondeu o desespero, nesta terça-feira (24/5), após receber notificação do TCU (Tribunal de Contas da União) cobrando R$ 2,78 milhões referentes às diárias e passagens que recebeu quando atuou na Lava Jato.

O ex-chefe da força-tarefa da operação judicial mais polêmica do mundo recentemente foi condenado a indenizar por danos morais o ex-presidente LULA devido às acusações infundadas no famigerado Power Point.

Agora, o ministro Bruno Dantas afirma que houve gasto excessivo no pagamento de ajuda de custo aos procuradores e exige a devolução dos recursos.

Nas redes sociais, Dallagnol argumentou sobre o combate à corrupção e disse que o dinheiro foi investimento.

Pessoal, vou falar para vocês qual é o preço de combater a corrupção no Brasil. Meus advogados acabaram de me mandar uma notificação, um ofício do Tribunal de Contas que quer colocar na minha conta, quer cobrar de mim e de outros procuradores da Lava Jato o dinheiro que foi investido para recuperar R$ 15 bilhões”, disse muito nervoso.

“A gente trouxe procuradores e especialistas de todo o país, pessoas especializadas em lavagem de dinheiro, em combate à corrupção, para trabalhar aqui e, para isso, como qualquer empresa paga, foram pagas passagens aéreas para essas pessoas virem trabalhar, dinheiro para pagar hotel, alimentação, como qualquer empresa pagaria”, quis justificar.

Agora, o ministro Bruno Dantas, que estava lá no jantar de lançamento da pré-candidatura do ex-presidiário, ex-presidente Lula, ele, que é apadrinhado de Renan Calheiros, manda esse ofício, querendo botar na minha conta”, acusou.

Assista:

Siga Urbs Magna no Google Notícias
Comente

1 comentário em “Condenado a devolver R$ 3 mi em diárias, Deltan quase entra em parafuso e ataca LULA (vídeo)”

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.