Com Quito sitiada, presidente do Equador muda capital para Guaiaquil

08/10/2019 1 Por Redação Urbs Magna

Crise no Equador se agrava e o presidente Lenin Moreno se vê forçado a abandonar o Palácio presidencial Carondelet às pressas, enquanto a população levanta cerco à capital do país, Quito.


O presidente acusa o ex-presidente Eduardo Corrêa, que está refugiado na Bélgica, de incitação à revolta popular, em conjunto com Nicolas Maduro, presidente da Venezuela.


Telegram: Acesse e SIGA NOSSO CANAL


A crise interna que já tem ares de revolução, começou após o acordo de empréstimo de US$ 4,2 bilhões com FMI ter obrigado o país a elevar os preços dos combustíveis em 123%.



A evacuação da capital do Equador para Guaiaquil se dá em meio ao decreto de estado de exceção, previsto para duração de 60 dias.

A revolta já tem um homem morto, 14 feridos, 477 pessoas presas e os protestos já chegam ao sétimo dia.

via A Postagem

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.