Com Bolsonaro, imagem do Brasil ‘não poderia ser pior’, diz historiador brasilianista britânico

Para Kenneth Maxwell, que observa o passado e o presente do nosso país, o presidente atual tem um “discurso atrasado há muitos anos”

O historiador britânico especialista em Brasil desde a década de 70, Kenneth Maxwell, que foi diretor do programa de estudos brasileiros de Harvard e é especialista nas relações entre Brasil e Portugal no século 18, foi perguntado pelo jornalista Naief Haddad, da Folha de S. Paulo, sobre “o que poderia dizer sobre a imagem do Brasil lá fora nesse momento” e a resposta do brasilianista foi:

Não poderia ser pior, um reflexo do que acontece na Amazônia. Os desmatamentos… Os ambientalistas têm bastante influência na mídia. Na década de 1990, escrevi artigos sobre as queimadas no Brasil e, já naquela altura, foi um grande escândalo
KENNETH MAXWELL
Historiador inglês especialista em Brasil

Além disso, Bolsonaro é populista como Donald Trump e Boris Johnson. Esse é um grande perigo para o mundo. Estou muito preocupado com o futuro porque Trump pode voltar à Presidência dos EUA. Na Inglaterra, não temos um governo, temos um zumbi. Johnson está falando apenas para os seguidores do Partido Conservador, que, em geral, são pessoas mais velhas, mais brancas, que moram na zona rural
KENNETH MAXWELL
Historiador inglês especialista em Brasil

Bolsonaro tem esse discurso atrasado há muitos anos. Existe a tentação de Bolsonaro querer fazer como Trump. Não se pode desconsiderar essa possibilidade. Esses questionamentos em relação à eficácia do sistema eleitoral são totalmente idiotas. O sistema brasileiro é fantástico. Não estou dizendo que vai acontecer, mas é preciso atenção
KENNETH MAXWELL
Historiador inglês especialista em Brasil
Siga Urbs Magna no Google Notícias

Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.