Clã Bolsonaro quer Paulo Freire morto também na memória do Brasil

19/12/2019 1 Por Dino Barsa
Compartilhe

A demonstração pública nas redes sociais da pretenção do bolsonarismo de ‘assassinar’ a lembrança do Educador e Filósofo Paulo Freire (um dos pensadores mais reconhecidos pela pedagogia mundial e Patrono da Educação de nosso país) da memória brasileira está clara em tuíte de Eduardo Bolsonaro, na fala do presidente, bem como em um outro post no perfil do Twitter de um vereador baiano

Nesta quinta-feira (19), pela manhã, o deputado federal foi ao seu perfil no microblog Twitter, onde publicou o seguinte: “Se a Bahia fez, nós também podemos. Parabéns @AlexAleluia”. Veja abaixo:

Telegram: Acesse e SIGA NOSSO CANAL

‘Zero Três se referiu à aprovação do projeto do vereador Alexandre Aleluia (DEM-BA) para retirar o nome de uma escola pública em Salvador com o nome de Paulo Freire, cuja informação foi retuitada pelo filho do presidente e em cujo tuíte original Aleluia publicara, na noite anterior, quarta-feira (18) a seguinte mensagem: “Agora será Escola Municipal José Bonifácio. Paulo Freire era maoísta e admirador de Che Guevara. Ele precisa ser extirpado do Brasil”, conforme postamos abaixo:




Em sua publicação anterior sobre Paulo Freire, o brasileiro mais homenageado da história, com pelo menos 35 títulos de Doutor Honoris Causa de universidades da Europa e América, além de diversos galardões, como o prêmio da UNESCO de Educação para a Paz em 1986, Aleluia compartilha a publicação em que Jair Bolsonaro o chama “energúmeno” e concorda com o termo usado pelo mito dos mentecaptos, além de acrescentar que o educador foi um criminoso”. Confira a seguir:

Peço que os queridos leitores comentem suas conclusões sobre o contraste de ideologias, exposto nesta matéria, no espaço apropriado abaixo.

Grato,

Dino Barsa

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.
Compartilhe