Cidades da China ficam vazias com avanço do coronavírus – redes de distribuição paralisam e preços das verduras estão em alta


Governo chinês determina aumento na produção de alimentos por crise do coronavírus


com informações da Folha de São Paulo


China ordena ao setor agropecuário o aumento de sua produção, nesta quinta (30); redes de distribuição de alimentos são interrompidas e preços das verduras estão em alta.

Hubei está isolada do mundo, com tráfego ferroviário suspenso e barreiras improvisadas que bloqueiam as estradas.

Transporte de verduras e outros produtos, das aldeias até as cidades, fica comprometido, bem como a reposição dos estoques de alimentos para o gado e aves de criadouro.

Preços das hortaliças disparam nos mercados e é o mais alto dos útimos quatro anos.

Fornecedores de alimentos para criadores de animais são obrigados a “acelerar” produção para atender à demanda e matadouros têm que “inflar oferta de carne”, num momento em que, tradicionalmente, as empresas fecham as portas durante as férias do Ano Novo Lunar.

Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.