CBF usa Djonga para tirar camisa da Seleção das mãos do ‘coisa ruim’, como se referiu a Bolsonaro um fã

Entidade usou a imagem do rapper crítico do presidente para despolitizar o uniforme: “Com essa camisa é mais gostoso ouvir [Fora Bolsonaro]”

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) – entidade máxima do esporte no país, resolveu usar o rapper Djonga para tirar das mãos do presidente Jair Bolsonaro (PL) a camisa da Seleção. A entidade usou a imagem do cantor, que é crítico do presidente e chegou a afirmar em um show: “Com essa camisa aqui é mais gostoso de ouvir vocês gritando [Fora Bolsonaro]“. Fãs deram sinais de que a estratégia para tirar o uniforme das mãos do ‘coisa ruim’, como se referiu a Bolsonaro um perfil, surtiu efeito.

Em abril, em um show no Mineirão, o rapper Djonga disse, enquanto usava a camisa do Brasil: “Com essa camisa aqui é mais gostoso de ouvir vocês gritando [Fora, Bolsonaro!], porque os caras acham que tudo é deles. Eles se apropriam do tema família, eles se apropriam do nosso hino, eles se apropriam de tudo, mas é o seguinte, é tudo nosso, e nada deles“.

Veja abaixo e leia mais a seguir:

Nos últimos anos, a camisa da seleção brasileira foi frequentemente utilizada como símbolo de manifestação política por simpatizantes do presidente Jair Bolsonaro. Em diversas oportunidades, Djonga criticou Bolsonaro e seus apoiadores pela apropriação“, diz matéria do jornalista João Pedro Fragoso, no jornal O Globo, sob o título ‘Militante da causa, rapper Djonga é trunfo da CBF para ‘despolitizar’ camisa da seleção; entendaCrítico assíduo do presidente Jair Bolsonaro, artista discursou em show sobre a apropriação de símbolos do país, como a amarelinha‘.

Para promover a nova camisa da seleção brasileira que será usada pelos comandados de Tite na Copa do Mundo do Catar, a CBF publicou, nas redes sociais, um vídeo com jogadores da seleção, e outros nomes de sucesso no país. Entre eles, estava o rapper Djonga. Amante do futebol e torcedor do Atlético-MG, o artista milita regularmente em relação a causa e é trunfo da campanha para “despolitizar” a camisa da seleção“, diz o texto.

Veja abaixo e leia mais a seguir:

No domingo (7/8), o perfil oficial da Confederação no Twitter divulgou o novo uniforme 2022 da Seleção Brasileira e linkou um site para vendas exclusivas: “Vibrante e arrojado, o uniforme 2022 da Seleção Brasileira homenageia a coragem e a cultura de um povo que nunca desiste. Inspirado na garra e beleza da onça, a camisa une todos os brasileiros. #VesteAGarra A partir de 8 de agosto: Vendas exclusivas em https://bit.ly/3P6DUIT“, diz a mensagem.

Veja abaixo e leia mais a seguir:

De acordo com o jornalista, “fãs do cantor e torcedores da seleção brasileira mostraram que a ação de marketing funcionou. Eufóricos, vários afirmaram que agora poderiam “ser felizes” e comprar a nova camisa“.

Siga Urbs Magna no Google Notícias
Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.