Caso eleito, BOLSONARO sofrerá o IMPEACHMENT MAIS RÁPIDO DA HISTÓRIA: MENOS de 6 MESES – Entenda

24/10/2018 1 Por Dino Barsa
Compartilhe

Et Urbs Magna, 24 de outubro de 2018, 15:24 GMT


Por Dino Barsa

O candidato do PSL é, incontestavelmente, o pior que já conseguiu chegar à reta final de um pleito presidencial; é, notoriamente, tão ruim para o brasileiro quanto sua peculiar e insuficiente cognição (de ambos). Grupos enraizados na nossa economia só estão ao seu lado porque viram no deputado a possibilidade de explorar sua doentia personalidade, influenciar e arrebatar do lulismo, as massas populares eleitoreiras apaixonadas. Agora, estão diante da grande e tão sonhada chance de continuar a tragédia brasileira de Michel do golpe 2016

Quem diria, o ‘mito’ das massas está sendo manipulado. Talvez ele até saiba disso e tenha sido obrigado a entrar no ‘esquema’ por grupos de poder que o apoiam justamente para um fim: o impeachment. Seria possível? Claro que sim. Vejamos:


Exemplo claro do que digo é que seu eventual governo, todos sabem, estaria disposto a manter toda a equipe econômica de Temer. O candidato da democracia, Haddad  tem declarado isso insistentemente em caráter de alerta, bem como toda a mídia de plantão.

A campanha de Bolsonaro é inédita no Brasil. Tem ‘fake news’, declarações preconceituosas e até mesmo crimonosas, com falas públicas ameaçadoras aos adversários. Por onde passa, o pesselista tem como regra atacar o PT como método para adubar o ódio que foi metodicamente semeado pelo golpe jurídico-midiático, que fê-lo germinar e agora cresce robustamente fora de controle.

A semelhança, de mera coincidência, recai sobre o folclórico ‘Flautista de Hamelin’, do conto de autoria dos alemães Irmãos Greemm, no qual todos os ratos da cidade são atraídos por sua flauta encantada e afogados em um rio. E, a posteriori, também as crianças são enfeitiçadas e trancadas em uma caverna. Comparo os roedores aos eleitores bolsonaristas que idenfiticaram em seu líder os mesmos sentimentos de aversão social declarados ao longo de seus discursos públicos, e as crianças às vítimas, uma outra parcela daquele eleitorado, da falta de compreensão da realidade, seja pela infantilidade natural ou seduzidas pelo calor dos movimentos em torno do assunto.

Inexplicavelmente, ainda que saibamos que sua campanha nada promete e tão somente é baseada na proliferação de ideias apaixonadas contrárias ao adversário ou em favor de si próprio, Bolsonaro foi conduzido, e chegou onde está, por um povo cegado pelo ódio ao PT e que acreditou nas mentiras impostas pelos meios de comunicação na excelência da representação de seu papel específico no golpe; na difamação do maior partido progressista da América Latina com o fim óbvio de afetar a honra de seus líderes, bem como aprisionar seu mais respeitado interlocutor, Lula. Bolsonaro surgiu assim.

E na infeliz eventualidade de sua eleição, o golpe estará consolidado. Dar continuidade à monstruosidade de acabar com a própria soberania do país será a sequenciação natural do curso desta história de terror para as minorias pensantes. Será como antes, com Temer, com Supremo, com tudo. E se Bolsonaro quiser dar uma de ditador, será rapidamente deletado do processo. Mais rápido do que o impeachment fake da Dilma e mais fácil do que tirar doce de criança.


 Receba nossas atualizações direto no seu WhatsAppRECEIVE UPDATES WHATSAPP IN ENGLISH



Diga NÃO à introdução deste SÍMBOLO  SUÁSTICA PNG  em nossa BANDEIRA – Participe do Grupo WhatsApp ‘ISSO NÃO! ISSO NUNCA!’ clicando na IMAGEM ABAIXOGRUPO WHATSAPP ISSO NÃO ISSO NUNCA


 

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.
Compartilhe