O ‘italiano’ da lista de propinas da Odebrecht seria Cunha e não Palocci, sugere publicação no Globo

07/01/2018 1 Por Redação Urbs Magna

De acordo com a coluna de Ancelmo Gois no Globo, em “determinando momento da produção” do filme de Lula, em 2009, Eduardo Cunha, então deputado da base do governo petista, sugeriu ajudar na captação de patrocínio.

A publicação lembra o email de Marcelo Odebrecht que veio à tona.

“O italiano me perguntou sobre como anda nosso apoio ao filme de Lula, comentei nossa opinião (com a qual concorda) e disse que tinha acertado a mesma com o seminarista, mas adiantei que se tivermos nos comprometido com algo, seria sem aparecer o nosso nome. Parece que ele vai coordenar/apoiar a captação de recursos”, escreveu o empreiteiro a executivos.

Uma fonte diz que está certa de que o famoso “italiano” nunca foi Palocci, e sim Cunha (que, aliás, tem cidadania italiana).

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.