“Bom dia! O Brasil ainda vai voltar a ser feliz!”, diz Lula no Twitter neste domingo (20) em uma previsão otimista, com base nos escândalos dos Bolsonaros – ELE PODE VOLTAR

21/01/2019 1 Por Redação Urbs Magna

O fim precoce do governo de Jair Bolsonaro, que já se desmoralizou com a descoberta de que o motorista Fabrício Queiroz, tido como laranja da família, movimentou R$ 7 milhões em apenas três anos, amplia o contraste com a situação do ex-presidente Lula, que foi preso sem provas há nove meses pelo ex-juiz Sergio Moro, justamente para que fosse arrancado do processo eleitoral, abrindo espaço para a eleição de Bolsonaro.

Mesmo submetido a esta provação, Lula foi ao twitter nesta manhã, por meio de sua assessoria, e mandou uma mensagem ao povo brasileiro: o Brasil ainda voltará a ser feliz! Era uma referência ao ato Lula Livre, ocorrido ontem, no Arpoador, no Rio de Janeiro.

O contraste entre Lula e Bolsonaro é abissal. Lula, que teria vencido a eleição em primeiro turno, foi condenado por “fatos indeterminados” – ou seja, sem provas. Bolsonaro, que se vendeu na campanha como o xerife contra a corrupção, passou o dia de ontem reunido com o filho Flávio Bolsonaro, que tenta esconder as provas que já apareceram no caso Queiroz.

Confira, abaixo, o tweet do ex-presidente Lula:

Bom dia, bom domingo! 
O Brasil ainda vai voltar a ser feliz!#timeLulahttps://t.co/uki7FmmNjC— Lula (@LulaOficial) 20 de janeiro de 2019

Et Urbs Magna via Twitter/Brasil247

Receba nossas atualizações direto no seu WhatsApp – Salve nosso número em sua agenda e envie-nos uma mensagem – É GRÁTIS – ACESSE AQUI

Doe ao Et Urbs Magna

𝙲𝙾𝙽𝚃𝚁𝙸𝙱𝚄𝙰 𝚌𝚘𝚖 𝚘 𝚅𝙰𝙻𝙾𝚁 𝚀𝚄𝙴 𝙳𝙴𝚂𝙴𝙹𝙰𝚁 (O valor está expresso em Dólar americano) Para alterar o valor a contribuir, basta alterar o MULTIPLICADOR na caixa correspondente 𝐀 𝐩𝐚𝐫𝐭𝐢𝐫 𝐝𝐞 𝐔𝐒𝐃 $ 5 até o limite que desejar

$5.00


Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.