Bolsonaro vai à Bahia, mas não vai ao Nordeste – entidades evitam o presidente

23/07/2019 0 Por Redação Urbs Magna


Em visita à Bahia, Bolsonaro evita contato com nordestinos; filha de Glauber Rocha cancela ida a evento – Bolsonaro inaugura nesta terça-feira (23) Aeroporto Glauber Rocha, em Vitória da Conquista, em evento fechado para a população. Filha do cineasta homenageado, Paloma Rocha desistiu de ir à cerimônia


Em sua primeira visita ao Nordeste após destilar preconceito contra a região, Jair Bolsonaro (PSL) chega nesta terça-feira (23) à Vitória da Conquista, na Bahia, sob forte esquema de segurança, para inaugurar o Aeroporto Glauber Rocha.

O evento será fechado com tapumes, sem a presença da população e da filha do cineasta, Paloma Rocha, que cancelou sua participação após a série de ataques de Bolsonaro ao povo nordestino.

O governador baiano, Rui Costa (PT), também não estará presente. “Não esperava na vida ver um presidente falar tanta baixaria”, disse Rui Costa, que teve o avião proibido de pousar no aeroporto, sobre as declarações de Bolsonaro.

“Ele acha que governar é arrumar briga. Tem sido um frasista infeliz e um presidente deplorável. Só destila preconceito e ódio”, disse o senador Jaques Wagner (PT-BA).

Preconceito e mentiras
Após sua fala preconceituosa contra os nordestinos, tentou se justificar neste domingo (21) com uma postagem no Twitter. O capitão da reserva, no entanto, fingiu que não utilizou o termo “paraíba” de forma pejorativa e aproveitou para atacar o general da reserva Luiz Eduardo Rocha Paiva.

“‘Daqueles GOVERNADORES… o pior é o do Maranhão’. Foi o que falei reservadamente para um ministro. NENHUMA crítica ao povo nordestino, meus irmãos. Mas o melhor de tudo foi ver um único general, Luiz Rocha Paiva, se aliar ao PCdoB de Flávio Dino, p/ me chamar de antipatriótico”, escreveu Bolsonaro, mentindo sobre a verdadeira declaração, dada em um café da manhã com jornalistas na sexta-feira (19), que foi: “Daqueles governadores de ‘paraíba’, o pior é o do Maranhão”.

Em vídeo divulgado pelo Twitter “Museu da Direita Histérica”, Bolsonaro aparece mais uma vez transparecendo preconceitos contra a população do Nordeste. Após áudio em que chama nordestinos de “paraíba”, ele debochou de assessor.

Bolsonaro se dirige ao assessor que está ao seu lado como “pau de arara” e complementa “Com essa cabeça, tu não nega, não”, rindo em seguida.

“Como um presidente brinca com o tamanho da cabeça de um ministro para dizer que ele pode ser do Nordeste?”, declarou Rui Costa.

via Revista Fórum

Comente