Bolsonaro, surreal, diz que “governos anteriores geraram desemprego e violência”, mas que ele pode mudar isso: “Não fazemos parte do establishment

11/05/2019 1 Por Redação Urbs Magna

Primeiro, Bolsonaro, ou Carluxo (vai saber) escreveu em seu perfil do Twitter que passa parte do tempo desmentindo a mídia que quer desestabilizá-lo

Ele agradeceu a internet como uma ferramenta para dar transparência de seu governo ao povo, que tem mais influência nas decisões do Governo:

Disse que “o establishment quer o de sempre”, mas exagerou ao completar: “Não fazemos parte do establishment”

E surrealmente completou dizendo: “precisamos cada vez mais que todos vocês estejam incluídos nesse processo, cobrando, inclusive, do governo. Exagerou, né? Vejamos:

via Bolsonaro em seu Twitter

Comente