Bolsonaro “sabe que vai perder” e como analista eleitoral é melhor do que foi presidente da República”

De acordo com o sociólogo Celso de Rocha Barros, ao se consumar sua previsão de derrota seria a primeira vez que o presidente estaria certo

Jair Bolsonaro tem um palpite sobre o resultado da eleição presidencial desse ano. Ele acha que vai perder. Se não achasse, não estaria anunciado o golpe desde já“, diz o sociólogo Celso Rocha de Barros, na Folha de S. Paulo, que “estaria mais feliz com o pessimismo de Bolsonaro se seus diagnósticos como presidente não tivessem se revelado tão desastrosamente errados“.

Barros diz esperar que ele seja “melhor analista eleitoral do que foi presidente da República” e torce para que “nessa você esteja certo, Jair. Seria a primeira vez“.

O sociólogo diz que “Jair não tem, naturalmente, certeza de que vai perder. Pode estar tentando um golpe agora para se precaver de ter que tentá-lo já derrotado pelas urnas“. E que “o número de candidatos a governador bolsonaristas tentando estabelecer tréguas com Lula certamente não é um bom sinal para o Planalto“.

Demonstrar medo de perder é dar a partida na fuga dos oportunistas, que foram fundamentais para a vitória de Bolsonaro em 2018. Ou seja, muita gente que ganhou com Bolsonaro em 2018 só estava lá porque o Jair ia ganhar. Se o Jair for perder, eles vão embora sem deixar recado“, escreve.

Sua situação não é muito confortável. Continua atrás nas pesquisas, estagnado há algumas semanas. Seus índices de aprovação são piores do que os dos presidentes que se reelegeram”, prossegue o sociólogo, em seu artigo no jornal. “A inflação segue alta e não há nenhuma perspectiva de boas notícias vindas da área econômica. Não sabemos se o efeito do Auxílio Brasil já está precificado nos números atuais“.

Por outro lado, Bolsonaro tem a máquina do governo na mão, dinheiro e cargos para distribuir. Graças a isso, acaba de conquistar de uma grande vitória política: a destruição da terceira via”, diz o sociólogo.

Diante desse quadro, os analistas políticos ainda evitam cravar o resultado da eleição, mesmo quando atribuem favoritismo a Lula. Jair Bolsonaro vai mais longe e já aposta que vai perder. Por isso já anuncia seu golpe, correndo o risco de que sua profecia se autorrealize”, pontua Celso de Barros.

Siga Urbs Magna no Google Notícias
Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.