Bolsonaro, que no 1° turno dizia “até o Mourão se elegeu”, após a derrota está irritado por não ser ‘nada’ em 2023

Na semana após o 1º turno, Bolsonaro disse que sua força elegeu Mourão senador, mas de 30 de outubro para cá o presidente derrotado vê que não terá holofote como seu vice, no ano que vem

Jair Bolsonaro não será nada em 2023. Sem cargo, porque perdeu o que disputou para Lula. O derrotado, primeiro presidente da história a não conseguir um segundo mandato sequencial, “já demonstrou a mais de um interlocutor a irritação com o fato de Hamilton Mourão ter sido eleito senador“, escreve Guilherme Amado, no Metrópoles.

Antes de sua derrota, Bolsonaro tratava na piada a vitória de Mourão. Em uma conversa com um de seus ministros, na semana após o primeiro turno, citou a eleição de seu vice como evidência de sua força. “Até o Mourão foi eleito”, disse, rindo, lembra o jornalista.

Mas, de 30 de outubro para cá, Bolsonaro tem se irritado com o holofote e microfone que Mourão terá, ao contrário dele, a partir de janeiro, diz Amado, que antes de pontuar revela, a tempo, que Bolsonaro se refere a Mourão como “o traidor”.

Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.