Bolsonaro poderá ter que prestar contas de dinheiro público desviado

01/03/2019 4 Por Redação Urbs Magna

Bolsonaro pode responder processo por desvio de dinheiro público – O presidente Bolsonaro pode responder processo por crime de peculato e de impropriedade administrativa. Representação nesse sentido foi encaminhada pelo procurador da República do Distrito Federal Carlos Henrique Martins Lima à Procuradoria Geral da República (PGR). 

A peça tem como base a suspeita de que Nathália Queiroz, ex-assessora de Bolsonaro quando ele era deputado federal, era funcionária fantasma.

Segundo o procurador, no período em que a funcionária estava no gabinete de Bolsonaro na Câmara dos Deputados (2007 e 2016) trabalhava em horário comercial numa academia do Rio de Janeiro como personal trainer.

Nathália Queiroz é filha de Fabrício Queiróz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente. Queiróz está sendo investigado por movimentação atípica de recursos apontados pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).

Segundo o procurador, cabe agora à procuradora-geral da República, Raquel Dodge, decidir se pede ou não abertura de inquérito para investigar Jair Bolsonaro.

Dino Barsa para o Et Urbs Magna via Revista Fórum

Receba nossas atualizações direto no seu WhatsApp – Salve nosso número em sua agenda e envie-nos uma mensagem – É GRÁTIS – ACESSE AQUI

Doe ao Et Urbs Magna

𝙲𝙾𝙽𝚃𝚁𝙸𝙱𝚄𝙰 𝚌𝚘𝚖 𝚘 𝚅𝙰𝙻𝙾𝚁 𝚀𝚄𝙴 𝙳𝙴𝚂𝙴𝙹𝙰𝚁 (O valor está expresso em Dólar americano) Para alterar o valor a contribuir, basta alterar o MULTIPLICADOR na caixa correspondente 𝐀 𝐩𝐚𝐫𝐭𝐢𝐫 𝐝𝐞 𝐔𝐒𝐃 $ 5 até o limite que desejar

$5.00

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.