Bolsonaro desmonta ainda mais o Brasil na calada da noite ao tirar trabalhadores dos Conselhos da Petrobras

Privatização na calada da noite tira governo e trabalhadores do conselho da BR Distribuidora

A Petrobrás pretende manter apenas três assentos no colegiado, composto por nove membros. Os seis conselheiros restantes devem ser indicados pelo mercado. Os funcionários, que detinham uma vaga, perdem sua cadeira

“O conselho de administração da BR Distribuidora vai passar por uma completa reformulação para refletir a nova composição acionária da companhia após sua privatização. A Petrobrás pretende manter apenas três assentos no colegiado, composto por nove membros. Os seis conselheiros restantes devem ser indicados pelo mercado”, aponta reportagem de Raquel Landim, publicada na Folha de S. Paulo.

“Os funcionários, que detinham uma vaga, perdem sua cadeira. O governo, que vinha sendo representado pelo Ministério da Economia, também deixa o conselho. As mudanças devem ocorrer dentro de pouco mais de 30 dias em uma assembleia geral extraordinária ainda a ser convocada, embora o mandato do atual conselho só expire no ano que vem. O objetivo é implementar rapidamente a nova governança”, aponta ainda o texto.

Comente

1 comentário em “Bolsonaro desmonta ainda mais o Brasil na calada da noite ao tirar trabalhadores dos Conselhos da Petrobras”

  1. Pingback: Bolsonaro desmonta ainda mais o Brasil na calada da noite ao tirar trabalhadores dos Conselhos da Petrobras — | Gustavo Horta

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.