Bolsonaro caindo: 56% dos brasileiros não confiam no presidente, que cada vez mais é reprovado por eleitores, diz Pesquisa Ibope

21/12/2019 0 Por Redação Urbs Magna
Compartilhe

Brasileiros que avaliam o governo como ruim ou péssimo, passando de 34%, em setembro, para 38% em dezembro, e a reprovação também aumentou de 50% para 53%


A Confederação Nacional da Indústria (CNI), divulgou pesquisa Ibope nesta sexta-feira (20), revelando, sem surpresa alguma, que 56% dos brasileiros não confiam em Bolsonaro.

Mas, surpreedentemente, 41% ainda dizem confiar.

4% não sabem ou não responderam.

Dados da pesquisa de setembro apontam que 42% ainda confiavam no presidente, o que mostra uma queda de 1% neste mês.

Ainda, no mes de setembro, 55% diziam que não confiavam, donde se conclui que 1% mudou de opinião.

Na avaliação dos brasileiros em setembro, 34% achavam o governo ruim ou péssimo. Na pesquisa atual, 4% do povo mudou de opinião e agora já são 38% que condenam o governo do mito.

A avaliação como ótimo ou bom, neste mês, caiu de 31% para 29%, ou seja, 2% deixaram de apreciar Bolsonaro. O percentual dos que consideram regular também caiu de 32% para 31%.

A tendência de queda vem desde abril.

Há oito meses a pesquisa CNI/Ibope revela tal queda, que já está acumulada em 6%, quando, no início deste ano, 35% dos entrevistados consideravam o governo ótimo ou bom, 31% diziam ser regular e, para 27%, era ruim ou péssimo.

A conclusão é que houve aumento de 11% de brasileiros que, desde abril, consideram o governo ruim ou péssimo.

Desde setembro, o percentual de aprovação, que era de 44% passou para 41% em dezembro.

Voltando para o início do ano, o percentual dos que afirmaram reprovar o governo Bolsonaro, que era de 40% em abril, passou para 48% em junho e 50% em setembro.

A pesquisa Ibope ocorreu entre os dias 5 e 8 de dezembro, tendo contactado 2.000 pessoas em 127 municípios, segundo informações da RBA e CAF que foi reproduzida no Portal Vermelho.

Telegram: Acesse e SIGA NOSSO CANAL

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.
Compartilhe