Augusto Nunes espeta: “Quem morreu com cloroquina?” e tem a resposta: “Pergunte a um jornalista, eles sabem pesquisar”

14/04/2020 0 Por Redação Urbs Magna

Última atualização em 14/04/2020 às 23:49 GMT

Augusto Nunes, o colunista bolsonarista da Revista VEJA, da Record TV e também comentarista da rádio Jovem Pan, querendo ajudar o presidente em sua divulgação do uso da cloroquina para pacientes de covid-19, publicou em seu perfil no microblog Twitter um questionamento em que expõe sua defesa do produto em forma de pergunta: “Alguém aí sabe de algum infectado que tenha morrido em consequência de efeitos colaterais do uso do medicamento?

Jair Bolsonaro, presidente do Brasil / Augusto Nunes, comentarista e colunista

Em clara defesa de seu presidente de estimação o comentarista e colunista que nunca se graduou na profissão duvida dos efeitos negativos da droga e demonstrou não ter conhecimento da morte de várias pessoas que receberam aplicação do ‘remédio’.

Nunes perguntou “quem morreu” e como resultado, recebeu uma chuva de comentários orientando-o sobre o que fazer para ter as ‘respostas que necessita’. Um seguidor chegou a lhe sugerir, caçoando do pseudojornalista, que: “pergunte a um jornalista, eles sabem pesquisar“.

Obviamente o que não falta na web são bolsonaristas, que saíram em defesa de Nunes comemorando seu tuíte com retuítes e falas que ignoram a realidade. Mas dentre eles, surgem outros comentários a Augusto sobre sua ignorância/interesse na guerra da cloroquina:

Telegram: Acesse e SIGA NOSSO CANAL

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.