Assassino de Marielle ganha R$ 7,4 mil e paga R$ 10 mil para morar na Barra – Rio

13/03/2019 1 Por Redação Urbs Magna

No condomínio de luxo, Vivendas da Barra, na Barra da Tijuca (RJ), residem também o presidente Jair Bolsonaro e o seu filho vereador, Carlos Bolsonaro


Ronnie Lessa, um dos suspeitos de assassinar a vereadora Marielle Franco, mora numa das 10 maiores casas do condomínio de luxo Vivendas da Barra, na orla da praia na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro.

De acordo com uma reportagem publicada no Portal Metrópoles, é uma casa azul-clara erguida em dois terrenos que, somados, ocupam cerca de 400 metros quadrados. O imóvel, de número 66, tem dois andares e cerca de 280 metros quadrados de área construída, com cozinha americana e amplo jardim.

Como vizinhos ilustres, ele tem o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), que mora a 80 m da sua casa, e o filho vereador do chefe do Executivo federal, Carlos Bolsonaro (PSC-RJ). Tanto o presidente quanto o sargento residem na mesma rua, identificada pela letra C.

Carlos, vizinho de condomínio dos dois, mora na Rua B, a menos de 150 m do pai, numa casa moderna que sempre fica de cortinas fechadas.

O Vivendas, porém, é um condomínio caro para um policial militar reformado.

A casa em que Lessa vive com a esposa, um filho e duas filhas é alugada. A média do aluguel na região é superior a R$ 7,5 mil. O valor anual do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) no Vivendas, em imóvel equivalente ao de Lessa, fica em R$ 12 mil. Já o preço mensal do condomínio é R$ 2.100.

Somadas, as três despesas fixas mensais superam R$ 10 mil. O salário de Lessa como sargento da reserva é de R$ 7,4 mil.

O padrão de vida da família é alto. Além da residência de luxo, eles têm lancha e, na garagem, há uma caminhonete, uma SUV importada e uma bicicleta elétrica.

Acusados

Apontado como o atirador que matou a vereadora Marielle Franco (PSol) e o motorista Anderson Gomes, o policial militar reformado Ronnie Lessa, de 48 anos, era conhecido pela frieza e por ser um habilidoso atirador entre os colegas. Ele atuava no 9º Batalhão de Polícia Militar no Rio de Janeiro. E foi preso pela Polícia Civil na manhã dessa terça-feira (12/3).

O ex-PM Elcio Vieira de Queiroz, de 46 anos, também foi preso na mesma operação, apontado nas investigações como o motorista do Cobalt prata usado na emboscada ao carro de Marielle.

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.