Ampla vantagem de LULA sobre Bolsonaro faz crescer fila de empresários para falar com o petista

Grupo, antes pouco disposto, se mostra mais interessado em ouvir o ex-presidente. Jantar desta terça é considerado um dos mais bem-sucedidos da pré-campanha

LULA (PT) voltou a se reunir com empresários em um jantar nesta terça-feira (28/6), em São Paulo, em encontro que já está sendo considerado por pessoas próximas um dos mais bem-sucedidos entre o líder das pesquisas de intenção de voto para a eleição presidencial de outubro e representantes do setor, até este momento da pré-campanha.

Segundo participantes, de acordo com informações de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo, o jantar consolidou a ruptura de uma barreira que ainda se impunha entre Lula e o PIB. “O ex-presidente está cada vez mais à vontade para dialogar com representantes do mercado financeiro e da classe empresarial, ao passo em que o grupo, antes pouco disposto, se mostra mais interessado em ouvi-lo“, escreve a jornalista.

LULA disse aos presentes que não haverá sustos ou surpresas em um eventual novo governo seu e que nenhuma mudança brusca será proposta sem antes ser pactuada com a sociedade.

O entrosamento entre LULA e Geraldo Alckmin (PSB) também se destacou e o ex-presidente chegou a dizer que os dois parecem um casal que está junto há mais de 50 anos. O ex-presidente acrescentou que a disputa histórica entre PT e PSDB foi “um luxo” para o Brasil. Segundo o ex-presidente, as siglas discutiam, divergiam e davam “caneladas”, mas no final de um comício se encontravam e brindavam com um chope por se respeitarem e terem um compromisso com o país.

O jantar reuniu cerca de 30 pessoas. Estiveram lá os empresários João Camargo, Cândido Pinheiro, Pedro Silveira, Rosângela Lyra, Carlos Sanchez, Matheus Santiago, entre outros.

O ex-ministro Aloizio Mercadante e o economista Gabriel Galípolo, que encabeçam as discussões na área econômica para o plano de governo do PT, o deputado estadual Emidio de Souza (PT), o vice-presidente nacional do PT, Márcio Macêdo, e os advogados Gabriela Araujo e Nelson Wilians também compareceram.

Os encontros dele com representantes do PIB, até então, tinham sido restritos a praticamente reuniões com velhos conhecidos, como Abilio Diniz e José Seripieri Junior, da Qsaúde.

A permanência de Lula em ampla vantagem sobre Jair Bolsonaro (PL) nas pesquisas fez crescer a fila de empresários, banqueiros e entidades representativas que aguardam para conversar com ele.

Siga Urbs Magna no Google Notícias

Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.