‘Alguém eduque esse rapaz, estamos criando um monstro, Poucas vezes vi alguém tão mal educado’, disse treinador sobre Neymar

Perfis nas redes sociais resgatam vídeo antigo de 2010, com entrevista de René Simões à SportTV, fazendo duras críticas ao jogador

Após as polêmicas sobre a personalidade de Neymar voltarem à tona durante a apresentação da Seleção Brasileira de Futebol contra a equipe sérvia, na última quinta-feira (24/11), na Copa do Mundo do Catar, perfis nas redes sociais resgatam um vídeo de 2010 em que o treinador René Simões faz críticas ácidas ao jogador.

Assista a seguir e leia mais na sequência:

Bônus

Em fevereiro deste ano, René Simões, mandou um recado para o jogador por meio de sua conta no Instagram, onde mais uma vez se explicou pelas declarações duras, feitas quando Neymar atuava no Santos.

O treinador afirmou que foi convidado pela TV Globo para falar sobre a comemoração dos 30 anos de idade do craque, mas que recusou.

Agradeci e não aceitei, pois a exposição sobre o fato de 2010 está muito grande. Como falei, não me agrada, não me engrandece e faz parte de um passado que gostaria que não houvesse acontecido”, lamentou. 

Sobre o assunto, Neymar diz, em um documentário da Netflix sobre a carreira do futebolista, que as palavras de René Simões, que o chamou de “monstro” após a partida entre Santos e Atlético Goianiense, poderia ter influenciado negativamente em sua profissão.

O treinador se justificou sobre a fala da época e ponderou sobre a declaração de Neymar na produção da provedora californiana de filmes e séries de televisão via streaming:

Não disse que você era um monstro, falei que alguém deveria te educar desportivamente. Sei que sua mãe sempre fez o papel de educadora e mãe, e foi muito bem feito. O que fiz foi um chamado aos que cuidavam de sua carreira e desenvolvimento. Recebi muitas agressões de fãs, repórteres, comentaristas e alguns elogios, inclusive de treinadores da época que me disseram que não tiveram a coragem de falar o que eu falei”, disse Simões.

Você falou que poderia não ter dado certo por causa do que eu disse e se hoje você estivesse na quinta divisão eu não falaria nada. Mas, talvez, você tenha dado certo, porque naquele momento houve um freio de arrumação na sua formação e educação desportiva. Não posso garantir isso, mas você também não”, prosseguiu.

“Na minha carreira, aconteceu um caso em que eu me calei e me arrependo profundamente até hoje. Foi com o craque Marcelo Henrique, do Fluminense em 1988-89, na seleção sub-20. Eu deveria ter sido mais atuante, mas me calei. Hoje você sabe por onde ele anda? Nem na quinta divisão jogou”.

Por fim, René Simões disse que torce por Neymar. “Obrigado por me levar numa boa, eu continuarei torcendo pelo Neymar que nasceu carimbado para ser o melhor do mundo e nos levar ao hexacampeonato. Espero que você não se leve tanto numa boa e assuma quem você pode ser pelo seu talento. Que Deus te abençoe e a mim também”, concluiu, conforme a seguir:

Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.