[Vídeo]: Pastor não ressuscita em 3 dias como prometeu e decepciona fiéis e equipe de TV que cobriu o caso

26/10/2021 0 Por Redação Urbs Magna
[Vídeo]: Pastor não ressuscita em 3 dias como prometeu e decepciona fiéis e equipe de TV que cobriu o caso

A imagem da carta deixada pelo pastor evangélico Huber Rodrigues, com seu rosto sobreposto | Reprodução / O religioso redigiu a carta em 2008, afirmando que teve divinas revelações do Espirito Santo e que passaria por um “mistério de Deus”, ressuscitando às 23h30 do terceiro dia após sua morte. “Minha integridade física tem que ser totalmente preservada, pois ficarei por três dias morto, sendo que no 3ª dia, eu ressuscitarei. Meu corpo durante os três dias não terá mau cheiro e nem se decomporá, pois o próprio Deus terá preparado minha carne e meu cérebro para passar por essa experiência”, escreveu o pastor no documento. A declaração não foi registrada em cartório, mas foi assinada por duas testemunhas


PROGRESSISTAS POR UM BRASIL SOBERANO

Huber Rodrigues deixou documento assinado em que dizia que voltaria à vida até um horário estipulado, mas acabou sendo enterrado nesta terça-feira, vítima de Covid, deixando para trás religiosos e jornalistas que aguardavam a ressurreição na porta da funerária

O pastor evangélico Huber Rodrigues decepcionou uma legião de fiéis ao ‘não conseguir‘ ressuscitar em 3 dias após sua morte, como prometeu em uma carta antecipada, explicando que o faria.

Um vídeo mostra os religiosos na porta da funerária, na noite desta segunda (25), no interior do estado de Goiás, reunidos à espera da prometida ressurreição, assim como a bíblica Ressurreição de Jesus – a fé cristã de que Jesus Cristo retornou à vida no domingo seguinte à sexta-feira na qual ele foi crucificado, e cujo Credo Niceno diz que Ele “ressuscitou dos mortos ao terceiro dia”.

O pastor teve o óbito declarado na sexta-feira (22) devido a complicações cardiorrespiratórias.

Minha integridade física tem que ser totalmente preservada, pois ficarei por três dias morto, sendo que no 3ª dia, eu ressuscitarei. Meu corpo durante os três dias não terá mau cheiro e nem se decomporá, pois o próprio Deus terá preparado minha carne e meu cérebro para passar por essa experiência”, escreveu na carta.

A mulher de Huber se negava a liberar o féretro do amado esposo para o sepultamento, mas o prazo dado pelo morto se esgotou às 23h30, além de que a funerária responsável pelo preparo do corpo também aguardou em respeito à família, mas como ele permaneceu morto a empresa teve que liberar o caixão para sepultamento.

À meia noite, o não ressuscitado foi para o carro funerário para a decepção dos crentes que lotaram o local, conforme são vistos nos vídeo abaixo.

Teve até uma equipe de TV da cidade que acompanhou a movimentação.

Antes que o corpo fosse levado à cova, o grupo chegou a gritar exigindo a abertura do caixão. Os responsáveis pela descida do cadáver chegaram a se entreolhar, mas o coveiro negou a exumação, conforme noticiado no O Povo.

Comente