[VÍDEO] JORNALISTA da RÁDIO GUAIBA SE DEMITE AO VIVO, por ter sido CENSURADO por BOLSONARO – ASSISTA

23/10/2018 0 Por Redação Urbs Magna

Et Urbs Magna, 23 de outubro de 2018, 13:32 GMT


O jornalista, radialista, historiador, professor e autor Juremir Machado da Silva, um dos mais importantes comentaristas políticos do Rio Grande do Sul, demitiu-se de seu emprego da Rádio Guaiba com o programa NO AR

Ele e mais outros dois foram silenciados pelo âncora Rogério Mendelsky, que aceitou censura de Jair Bolsonaro exigindo que ninguém lhe dirigisse perguntas. ASSISTA:


 Receba nossas atualizações direto no seu WhatsAppRECEIVE UPDATES WHATSAPP IN ENGLISH


No fim da entrevista, o âncora explicava a situação e quando Juremir entendeu o que tinha acontecido perguntou: “posso dizer que fui censurado? ” Mendelski respondeu: “claro que não…foi uma exigência do Bolsonaro. Normal.” 

Juremir agradeceu aos ouvintes os dez anos de audiência e se despediu, saindo do estúdio. Surpreendido, Mendelsky perguntou aos outros integrantes da mesa se aquilo era censura. Jurandir Soares disse que não. Voltaire Santos foi mais sincero: “preciso do meu emprego”.

Aí está, para quem quiser ver, a materialização do que disse domingo Jair Bolsonaro: ou aceita-se as regras dele ou vá embora”. Juremir foi, mas levou junto a sua dignidade profissional e pessoal.

Mas haverá também muitos “Voltaires” que, ao contrário do filósofo francês que inspirou os pais a lhe darem este nome preverem calar o que pensavam, para fugir das consequências e conservar o emprego.

com informações do Tijolaço

Diga NÃO à introdução deste SÍMBOLO  SUÁSTICA PNG  em nossa BANDEIRA – Participe do Grupo WhatsApp ‘ISSO NÃO! ISSO NUNCA!’ clicando na IMAGEM ABAIXOGRUPO WHATSAPP ISSO NÃO ISSO NUNCA


 

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.