Vídeo: Como Bolsonaro, Ciro tentou negar surto de cólera no Ceará temendo ‘quebrar’

25/03/2020 0 Por Redação Urbs Magna

Circula nas redes sociais um vídeo de Ciro Gomes sendo entrevistado por jornalista que menciona surto de cólera no Ceará acusando o político de tentar negar a doença e de acusar a imprensa de amplificar o assunto, tal qual Bolsonaro tem feito sobre o Coronavírus. Não ficou só na acusação do jornalista; Ciro Gomes admitiu que escondeu a epidemia.

Jair Bolsonaro / Ciro Gomes – fotomontagem equipe Et Urbs Magna

Uma pequena lembrança do nosso passado! Ciro Gomes confessou em entrevista ter escondido a epidemia de cólera do Ceará. Confessou um crime humanitário. Vigiem seus políticos “, diz a mensagem que acompanha as imagens postadas no perfil a seguir com a entrevista de Ciro Gomes.

ASSISTA:

Leia mais sobre este assunto nesta reportagem da Folha de São Paulo, veiculada em 24 de agosto de 2002, sob o título “Ciro discutiu com médicos ao governar CE“, quando o Ceará teve, em sua gestão, a maior greve de médicos da história do Estado.

Foram 67 dias de paralisação, entre janeiro e março de 92, em que apenas os casos de emergência eram atendidos pelos médicos nos hospitais estaduais. A relação entre o então governador e os grevistas foi muito tensa, com ameaças mútuas de demissões gerais.“, diz a reportagem da Folha.

Em 1993, uma epidemia de cólera castigou os cearences por dois anos seguidos, quando o Estado do Ceará foi líder de casos da doença no país: em 93, foram 22.738 casos, com 187 mortes; em 94, o número baixou para 19.997 casos da doença e 159 mortes. Em 94, último ano do governo Ciro, o problema foi a dengue. O Ceará, segundo a Fundação Oswaldo Cruz, também foi campeão de casos, com 47.889 casos só naquele ano, o equivalente a 84% dos casos notificados no país.

WhatsApp
Receba nossas NOTÍCIAS.
Acesse e siga as INSTRUÇÕES
Telegram
Receba nossas NOTÍCIAS.
Acesse e siga NOSSO CANAL


Acompanhe as publicações do
ET URBS MAGNA no FACEBOOK
(CURTA AQUI)

Utilize o espaço que reservamos para você fazer comentários. Role a página para baixo e fale sobre este assunto.
Os comentários não representam a opinião do ET URBS MAGNA. A responsabilidade é do autor da mensagem.
Anúncios