Vídeo: Cliente recusa máscara, bate em todo mundo e mulher morre baleada – cenas fortes

29/04/2020 0 Por Redação Urbs Magna
Compartilhe

O ódio ganhou uma eleição; a ignorância vai matar uma nação

Et Urbs Magna – Uma confusão na entrada do hipermercado Condor em Araucária, região metropolitana de Curitiba, no Paraná, provocada por um cliente agressivo que, na entrada do supermercado se recusou a utilizar uma máscara contra o covid-19 oferecida por um dos seguranças da loja, causou a morte de uma de suas funcionárias. Ferida por um projetil de arma de fogo em seu pescoço, Sandra caiu sangrando, se levantou e correu para fora deixando um rastro vermelho no chão, quase sendo derrubada novamente, desta vez pelo causador da tragédia que fugiu dos disparos com um tiro de raspão na barriga.

A filial da empresa divulgou as imagens (assista no final da matéria) das violências ocorridas na tarde desta terça-feira (28) nas margens da Rodovia do Xisto.

No vídeo é possível ver o cliente discutindo com um segurança na entrada da loja porque não queria usar a proteção. O agente do Condor ainda mostrou-lhe um papel, que provavelmente continha as normas da loja sobre seu uso, mas o cliente insistiu, seguiu em frente e, novamente sendo abordado por um funcionário com uma máscara na mão, partiu para a agressão dando-lhe um violento soco que o derrubou.

Apesar da violência, o cliente seguiu entrando na loja com seu carrinho, mas foi corretamente abordado por mais seguranças que vieram em sua direção motivados, desta vez, pela agressão ao funcionário. Inacreditavelmente, o ‘nervoso’ que queria realizar compras a seu modo iniciou uma série de socos contra os agentes do hipermercado derrubando um deles, quando se iniciaram os tiros.

As tristes cenas do vídeo mostram a funcionária da loja sendo atingida no pescoço, caindo e se erguendo para fugir da confusão, deixando um rastro de sangue.

Segundo informações do Condor, o cliente teria tentado pegar a arma do segurança. Um dos tiros acertou de raspão o cliente, mas o outro atingiu uma funcionária no pescoço, Sandra Ribeiro de 25 anos, que não resistiu aos ferimentos e morreu.

O secretário se segurança do município, José Roberto Fortes Couceiro, informou que o cliente, de 58 anos, levou tiro de raspão na barriga e foi atendido pelo Siate, com apoio do resgate aéreo, e encaminhado ao Hospital do Trabalhador, em Curitiba, acompanhado por uma equipe da Guarda Municipal de Araucária.

O vigilante e a arma foram encaminhados à delegacia do município. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Araucária. 

Em nota, a rede de supermercados Condor garantiu que está prestando todo o apoio e ajuda à família da funcionária morta e está contribuindo com as investigações com respostas para que as autoridades esclareçam os fatos.

A assessoria de Imprensa do Grupo Protege, responsável pela segurança do hipermercado Condor, também emitiu nota: “A empresa lamenta profundamente o ocorrido e presta total solidariedade à família e aos amigos da vítima. Informamos que empresa está colaborando com as autoridades na busca de informações que possam contribuir para a investigação do caso.”

Quem é o maior culpado pela morte da funcionária? O segurança que reagiu à agressão do cliente ou este último?

Assista ao vídeo:

Com informações do ‘Bem Paraná’

Telegram: Acesse e SIGA NOSSO CANAL

Junte-se a 37.132 outros assinantes

Compartilhe