The Guardian recomenda livro sobre ‘o presidente mais popular da história do Brasil e talvez do mundo’

Uma lista de obras literárias que, segundo o jornal inglês The Guardian, “explicam o mundo”, incluiu uma obra de John D. French, contando a vida de LULA | Imagem reprodução The Guardian | Sobreposição de imagens


PROGRESSISTAS POR UM BRASIL SOBERANO

LULA e sua política de astúcia: de metalúrgico a presidente do Brasil‘, de John D. French, é indicado por escritores do tradicional jornal inglês como uma leitura indispensável que faz parte de uma lista de obras que ‘explicam o mundo

O tradicional ducentenário jornal inglês The Guardian incluiu, nesta quarta-feira (15/12) um livro sobre a vida do ex-presidente Luiz Inácio LULA da Silva, escrito pelo pesquisador e historiador doutor John D. French, da Duke University, como uma das literaturas indispensáveis para ajudar a entender o mundo.

Foto cortesia da North Carolina Press

LULA e sua política de astúcia: de metalúrgico a presidente do Brasil‘ foi lançado em 2020. O autor se refere ao ex-presidente como ‘o presidente mais popular da história do Brasil e talvez do mundo‘. O pesquisador é um estudioso das classes sociais, raças e política do Brasil.

O Guardian diz, de acordo com o trecho da matéria que recomenda outros autores de vários temas distintos, que, à primeira vista, LULA e sua política da astúcia parece um livro sobre o passado do Brasil: a história de um líder sindical perspicaz que se tornou “o presidente mais popular da história do Brasil e talvez do mundo”.

O jornal lembra a viagem do ex-presidente à Europa e, em especial, sua passagem “magistral” pela França, onde relatou sua origem na pobreza até chegar à Presidência do Brasil, além de sua queda, que conhecemos como o golpe que o tirou das eleições de 2018. Mas, de acordo com o autor, lembra a redação do The Guardian, “a história ainda não acabou”, conforme escreveu o autor da obra, o doutor French, sobre “o protagonista de 76 anos, que parece prestes a um retorno político sensacional nas eleições presidenciais do próximo ano.

O confronto iminente entre o esquerdista LULA e seu arquirrival de extrema direita, Jair Bolsonaro – eleito em 2018 depois que o ex-presidente foi preso por um juiz que passou a trabalhar para Bolsonaro – paira sobre a biografia de French“, diz o TG. 

O desprezo do autor pelo atual presidente – a quem ele chama de “fascista de extrema direita” – também é claro“, escreve a redação do Guardian.

Mas a estrela do show é a coragem e a sagacidade de um político que uma vez se comparou a uma jararaca“, diz o jornal.

Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.