“Teria que anular toda a eleição para senador, deputado, governador”, diz Lewandowski sobre tese do PL

Para especialistas, as falhas apontadas pelo partido não alteram o resultado das eleições e a tendência no TSE é que o caso seja arquivado.

O vice-presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ministro Ricardo Lewandowski, disse na tarde desta quarta-feira (23/11) que defeito nas urnas alegado pelo PL anulariam votações para senador, deputado e governador:

Se confirmada a tese do PL, teria que anular toda a eleição“, disse o magistrado ao chegar ao STF (Supremo Tribunal Federal), de acordo com transcrição da CNN Brasil.

Lewandowski concordou com a decisão do presidente do TSE, ministro Alexandre de Moraes, em dar prazo de 24 horas para o PL apresentar também dados sobre supostos defeitos nas urnas durante o primeiro turno:

Se o defeito está nas urnas, está tanto no primeiro quanto no segundo turno. Se alegar defeito e colocar em xeque toda a votação no segundo turno, evidentemente esse defeito estaria no primeiro turno e aí teria que anular toda a eleição para senador, deputado, governador“, disse.

O atual presidente da República, o candidato derrotado para Luiz Inácio da Silva (PT), Jair Bolsonaro, do partido do presidente do PL, Valdemar Costa Neto, juntamente com ele entrou com uma representação na Corte Eleitoral pedindo anulação de votos feitos em cinco modelos de urnas no segundo turno das eleições de 2022.

A alegação é de que houve “desconformidades irreparáveis de mau funcionamento” em determinados modelos. O PL diz que seu relatório sem provas e de teor golpista contra o resultado das eleições visa somente anular votos proferidos no segundo turno para evitar “grave tumulto processual“.

A manifestação é a resposta que o partido tem para a cobrança de Moraes após o magistrado dar o prazo. Contudo, para especialistas, as falhas apontadas pelo partido não alteram o resultado das eleições e a tendência no TSE é que o caso seja arquivado.

Siga Urbs Magna no Google Notícias
Comente

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.