Temperatura sobe mais 10º C no Ártico, diz meteorologista dos EUA

21/01/2021 0 Por Redação Urbs Magna

Um calor incrível na região e em quase todo o Canadá até a primeira metade de janeiro de 2021 foi registrado em grandes áreas que se tornaram mais quentes do que o normal, diz o especialista

O meteorologista Scott Duncan | Imagem de fundo de Rasmus Tonboe (Twitter)

Um calor incrível e em quase todo o Canadá até a primeira metade de janeiro de 2021 foi registrado, em grandes áreas, em mais de + 10 ° C, que se tornaram mais quentes do que o normal. O calor também se espalhou pelo norte da África e pelo planalto tibetano. Frio brutal na Ásia Central e Oriental. Frio no Oeste e no Norte da Europa“, postou o meteorologista Scott Duncan em seu perfil do microblog Twitter:

Nos EUA, após a política trumpista de negação da Ciência, os democratas agora controlam a Casa Branca, o Senado e a Câmara pela primeira vez em uma década, após a vitória de Joe Biden, empossado nesta quarta (20).

Da última vez, no 111º Congresso (2009-2011), os democratas da Câmara aprovaram  uma lei que limitava o carbono, mas não passou no Senado americano, sem os votos necessários.

Desde então, nem o Senado nem a Câmara chegaram perto de aprovar um grande projeto de lei sobre o clima, apesar do  forte apoio da maioria dos americanos à ação climática.

Mesmo com a nova cara da Casa Branca, o atraso dificultou novas resoluções. Ainda assim é provável que as coisas mudem com as novas maiorias democratas, mas terão que lidar com a mesma ameaça de obstrução que derrubou seu projeto de lei sobre o clima em 2009.

O presidente Biden propôs um plano climático ambicioso, mas o progresso de seu governo na legislação será prejudicado desde o início pela necessidade de desfazer a política ambiental do governo de Trump.

Não há como dizer o que está por vir, dado o caos político atual e o contexto de uma pandemia global, um julgamento de impeachment, inquietação pela desigualdade social, desaceleração dos indicadores econômicos e as consequências da insurreição da violação do Capitólio dos EUA.

Contudo há uma perspectiva para a Casa Branca e o Congresso, controlados democraticamente, sobre as mudanças climáticas nos primeiros 100 dias de Biden.

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.