Homenagem ao Professor Michel Temer: PMDB fará pesquisas com os brasileiros

TEMER 2018

Eles seriam capazes de lançar essa campanha para o próximo ano?

O Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) ao qual pertence o ilegítimo, usurpador e mais rejeitado presidente de todos os tempos, Michel Temer, está idealizando alguns questionários a serem introduzidos em pesquisas qualitativas que serão realizadas até o fim de 2017.

A ideia é realizar um levantamento de opiniões ainda este ano com vistas para as eleições de 2018, pois na condição de piloto do governo mais impopular que os brasileiros já testemunharam, o PMDB deseja analisar e entender o que o povo pensa sobre os mais variados assuntos.

Os temas, que variarão desde conectividade social a relacionamentos homoafetivos, trarão respostas à cúpula peemedebista inerentes à interação com o eleitorado objetivando decisões conjuntas para os melhores caminhos a serem seguidos no incógnito ano vindouro, além de que serão testados nomes eventuais para a disputa de “assentos” nos estados.

As alianças já estão sendo especuladas.

Anúncios

Manual de boicote à mídia golpista e ao usurpador, o ilegítimo, Michel Temer

A grande mídia está, e sempre esteve, com a direita. Nossas armas são as redes sociais e os blogs.

Um dos grandes erros do PT foi não fazer a Lei de Mídia, e teve oportunidade para fazer.

Também acho que se o Lula for eleito em 2018, não irá desperdiçar esta nova oportunidade de finalmente fazer a lei de mídia ou, quem sabe, estatizar a Globo. Para conseguir o golpe a elite, através da mídia, utiliza-se de mentiras , manipulação, levantam inverdades, etc.

Nesta “guerra” de informações, ou de desinformações, a direita tem levado vantagem. Nossa presidenta Dilma estava fazendo um grande governo, com inaugurações quase que diariamente de obras pelo Brasil (MCMV), praticando a justiça social, promulgando leis de combate a corrupção, diversas obras de infraestrutura, transposição do Rio São Francisco, e mais uma infinidade de obras e ações, porem, e
infelizmente, o governo Dilma, não conseguiu comunicar-se de forma eficiente com a população. Porem não podemos ficar de braços cruzados, temos que fazer a nossa parte. Desta forma podemos, e devemos, adotar algumas praticas para ajudarmos a derrotar a direita, e que a esquerda possa avançar em 2018, as quais seguem abaixo:

  1. Compartilhar, para o público em geral (amigos e amigos dos amigos) todos os dias, entre 20 e 30 noticias veiculadas pelos blogs de esquerda bem como as notícias de outros blogs progressivos, porem tomar cuidado com um numero muito elevado de compartilhamentos, no mesmo dia, pois o Facebook pode bloquear a sua pagina (entre 20 e 30 compartilhamentos diários não tem problema).
  2. Tambem deveremos ocupar, cada vez mais, as ruas para resistir ao golpe. Participar, em sua cidade, da Frente Brasil Popular e, e se for o caso, organizar em sua cidade esta mesma frente.
  3. Sempre, que possível, desmascarar o juiz Sérgio Moro, porque hoje ele é o principal personagem do golpe. Um desrespeito a Constituição com prisões arbitrárias, vazamentos seletivos, perseguição ao PT e a esquerda.
    Hoje os tribunais superiores não fornecem habeas-corpus, ou reformam suas decisões, por pressão da Rede Globo com ameaças, aos juízes que tentarem fazê-lo, de devassas em suas vidas pessoais.
    Sempre é conveniente lembrar que o Juiz Sérgio Moro, antes de ser juiz, foi advogado do PSDB e que participou de um desvio (roubo) de mais de R$ 500.000.000,00 (quinhentos milhões de reais) na Prefeitura de Maringa-PR, juntamente com o prefeito, vice-prefeito e secretários municipais. Este processo está arquivado, a mando da Globo, tanto no judiciário como na Polícia Federal.
    Tambem foi juiz do caso Banestado (governo FHC) que desviou R$ 500 bilhoes para o exterior e, este caso, só tinha tucano e DEM.
    Envolvidos, todos foram absolvidos, não sem antes o juizeco (Moro) receber a sua parte no butin.
    A título de informação e, a exemplo de FHC, este juizinho miserável (Moro) é tambem informante da CIA, e foi treinado na própria CIA e no FBI.
    Conveniente lembrar tambem que sua esposa advoga para a Shell e tambem é assessora do vice-governador do Paraná que é do PSDB, e que seu falecido pai foi fundador do PSDB em Maringá-PR.
    Sua esposa, outra mafiosa, é parte ativa na Máfia das Falências no Paraná e também nos desvios de recursos nas Apaes do Paraná (R$ 500 milhoes).
  4. Assim como em uma campanha eleitoral você não tem necessidade de pedir votos para pessoas que já sabemos que irão votar no LULA, temos que buscar o voto do indeciso (aquela pessoa que não sabe em quem irá votar).
    Temos que fazer esta busca pelo indeciso ou ele será convencido pela “midia” a votar na direita.
    Neste momento é hora de fazermos, todos os dias, 10 solicitações de amizade (não exagerar pois o Facebook bloqueia sua pagina), para pessoas que supostamente sejam neutras para podermos traze-las para o nosso lado.
    Observando-se que a taxa de sucesso, neste seu pedido de amizade, é de 30%, ou seja, ao fazeres a solicitação de amizade de 10 pessoas por dia, terás 3 novos amigos ao dia, num total de 90 amigos novos no mês.
    O ideal é ter, em seu Facebook, entre 30% e 40% de amigos neutros, pois ele receberá, além de suas postagens, a postagens de seus amigos já tradicionais (de esquerda).
    Caso alguns destes novos amigos, algum seja da direita, não tente convencê-lo a mudar de opinião o melhor a fazer é bloqueá-lo imediatamente.
  5. Após, findar cada semana, é bom cancelar a solicitação de amizade daqueles que não responderam a sua solicitação. O objetivo é não acumular muita solicitação, sem resposta. Pois o Facebook, “não vê com bons olhos”, muita solicitações sem respostas.
  6. Caso não tenhas, na sua página do Facebook, um numero de celular para qualquer problema que houver em sua pagina, é bom colocar para facilitar qualquer problema que ocorrer. Este número de celular você pode, opcionalmete, deixar oculto para o público em geral.
  7. Companheiros(as), vamos travar a “batalha da comunicação”, juntos somos mais forte, vamos fazer a nossa parte e ajudar O LULA a DILMA, os partidos de esquerda, e pricipalmete este projeto que já tirou milhares de brasileiros da miséria e torna nosso país soberano.
  8. Favor copiar e enviar, esta solicitação, para seus amigos que você sabe que compartilham destes ideais, porem enviar “in box” (enviar escolhendo os amigos certos) para não cair em “mãos” erradas estas orientações. Quantos aos amigos neutros, ou que não tem formação política, fica a sugestão de remeter, também “in box”, vídeos e textos com críticas aos personagens de direita (Aécio, Alkmin, Serra, Sérgio Moro, etc)
  9. Junto com colegas da Frente Brasil Popular em sua cidade, confeccionar adesivos para serem colocados no vidro traseiros dos carros (furadinho), com as seguintes redações: “EU NÃO ACEITO O CORRUPTO TEMER COMO PRESIDENTE” e “PELA CASSAÇÃO DA CONCESSÃO DA GLOBO GOLPISTA”, os quais podem serem colocados no mesmo adesivo utilizando o espaço metade para cada um.
    Esta iniciativa estará sendo adotada em todo o Brasil, conforme modelo, ao qual eu compartilhei no meu facebook.
  10. Fazer boicote permanente a mídia golpista.
    a) Desligar o sinal, em sua casa, da Globo, Band e SBT, é simples é só desconfigurar o canal.
    b) Tambem é importante cancelar assinaturas de TVs a cabo (NET , Oi, etc) que retransmitam conteúdo desta mídia golpista.
    c) Hoje, em minha casa, só tenho Netflix.
    d) Boicote permanente, as empresas que anunciam na Rede Globo, não adquirindo produtos destas empresas. Seja não comprando estes produtos nos supermercados, como também outros tipos de produtos como serviços bancários, seguros, carros, etc.
  11. Campanha nacional pela não renovação da concessão da Rede Globo, a Globo é contra a democracia. Ou o Brasil acaba com a Globo ou a Globo acaba com o Brasil, não tem convivência possível.
  12. Muitíssimo importante: OCUPAR AS RUAS, para garantir a democracia, vamos infernizar este “governo” golpista Temer, com greves gerais, paralizações das principais rodovias do pais, principalmente BR 101 e BR 116, manifestações frequentes em frente a Rede Globo, e suas afiliadas, e demais ações definidas pela Frente Brasil Popular. Vamos parar o Brasil, estes vagabundos não vão ter vida fácil e, assim como entraram, vão sair pela porta dos fundos. Tambem importante, vamos dar apoio, a luta dos estudantes em suas ocupações, tanto os secundaristas como os universitários.
  13. Tambem, é de muita utilidade e informação, o espetacular documentário “Requiem for the American Dream” de Noam Chomsky (Linguista) onde ele faz severas criticas ao neo-liberalismo.
    Assistam também o sensacional filme mexicano “A Ditadura Perfeita” de Luis Estrada, que retrata com perfeição, a aliança podre e promíscua entre a elite e a mídia, assim como no México o Brasil não foi regulamentado a “Lei de Mídia”.
  14. Importante tambem: Não confie em noticiário. PRESSIONE REPETIDAMENTE os senadores no http://www.mapadademocracia.org.br

Defender o LULA é defender a democracia, e a justiça social.

Um abraço fraterno, e muita batalha, para que em 2018, novamente sairemos vencedores.

‘Quadrilhão’ do PMDB é denunciado por JANOT

Brazil's President Michel Temer reacts during launch ceremony of the "New School" (Novo Ensino Medio) at the Presidential Palace in Brasilia, BrazilJader Barbalho, Renan Calheiros, José Sarney, Romero Jucá,  Edison Lobão e Valdir Raupp formam a Cúpula do PMDB do Presidente MICHEL TEMER

Janot denuncia senadores do PMDB por propinas de R$ 864 milhões

O Procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresentou nesta sexta-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF) denúncia contra a cúpula do PMDB do Senado pelo crime de organização criminosa.

Janot acusa os senadores peemedebistas Edison Lobão (MA), Jader Barbalho (PA), Renan Calheiros (AL), Romero Jucá (RR) e Valdir Raupp (RO),  ex-senador José Sarney (MA) e ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, de receberem 864 milhões de reais em propinas e gerarem prejuízos da ordem de 5,5 bilhões de reais à Petrobras e de 113 milhões de reais à subsidiária da estatal.

Além das condenações dos denunciados, cujas penas podem variar de 3 a 8 anos de prisão, Janot pede ao STF a perda dos mandatos dos senadores e que os acusados paguem 200 milhões de reais, sendo 100 milhões de reais a título de ressarcimento aos cofres públicos e os outros 100 milhões de reais como indenização por danos morais.

Segundo a acusação apresentada hoje pelo procurador-geral da República, a suposta organização criminosa do PMDB do Senado  foi “constituída e estruturada” em 2002, após a eleição de Luiz Inácio Lula da Silva, e passou a receber propinas na Petrobras a partir de 2003, quando o petista tomou posse e buscou apoio de PMDB e PP no Congresso. “Em comum, os integrantes do PT, do PMDB e do PP queriam arrecadar recursos ilícitos para financiar seus projetos próprios. Assim, decidiram se juntar e dividir os cargos públicos mais relevantes, de forma que todos pudessem de alguma maneira ter asseguradas fontes de vantagens indevidas”, afirma o procurador-geral da República.

O dinheiro sujo destinado aos peemedebistas, conforme Rodrigo Janot, foi retirado de contratos da Transpetro, comandada por Machado entre 2003 e 2015, e das diretorias Internacional e de Abastecimento da Petrobras. A denúncia se baseia nos relatos das delações premiadas de Sérgio Machado, Nestor Cerveró, ex-diretor da área Internacional apoiado pelo PMDB a partir de 2006, e Paulo Roberto Costa, que comandou a diretoria de Abastecimento e passou a ser sustentado politicamente pelo partido quando seu cargo esteve ameaçado, também em 2006.

A delação de Machado já havia sido considerada por Janot na denúncia que ele apresentou no final de agosto contra Renan, Jucá, Raupp, Sarney e o senador Garibaldi Alves (PMDB-RN) pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro em supostas propinas recebidas de contratos da Transpetro.

Prefeitos de JUARA e CUIABÁ em vídeo recebendo propina

Luciane Bezerra (PSB) – Prefeita de JUARA – MT

Assista ao vídeo no pé da página

Silval Barbosa, ex-governador de Mato Grosso, comprova pagamentos de propina a políticos realizados em dinheiro vivo dentro da própria sede do governo. O delator entregou um vídeo à Procuradoria-Geral da República onde aparece seu chefe de Gabinete, Silvio Cezar, flagrando a corrupção no estado. Os delatores disseram que eram mesadas para que votassem em projetos na assembleia legislativa e contratos de obras públicas.

Ex-governador de MT, Silval Barbosa

Aparecem no vídeo: o atual prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro, do PMDB, ainda como deputado estadual, O deputado federal Ezequiel Fonseca, do Partido Progressista, o deputado estadual José Domingos Fraga, do PSD, o então deputado estadual Hermínio Barreto, do PR, a atual prefeita de Juara, Luciane Bezerra, do PSB e o ex-deputado estadual Alexandre César, do Partido dos Trabalhadores.

 

Emanuel Pinheiro – PMDB, prefeito de Cuiabá – MT

Na delação, Silval Barbosa diz que o “mensalinho” incluía até mesmo pagamento de uma parcela extra a título de décimo terceiro.

 

Relator da denúncia contra Temer desfilia-se do PMDB

Sergio Zveiter, o deputado relator da denúncia apresentada por Janot contra o presidente da república Michel Temer, pediu sua desfiliação do PMDB.

Ele entregou o pedido na presidência do diretório do partido no Rio de Janeiro. Zveiter disse que sofre represália do partido desde que manifestou-se favorável ao trâmite da acusação de corrupção passiva quando argumentou a gravidade da denúncia.

“Após a divulgação do parecer de minha relatoria, passei a sofrer ameaças de represálias e ameaças de expulsão oriundas da direção do partido e de outros membros do PMDB que atuaram em prol do arquivamento sumário das denúncias. Tudo registrado por diversos meios de comunicação, daí meu pedido de desfiliação”

O relatório foi rejeitado pela maioria dos componentes da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) votado no plenário da Câmara em 2 de agosto, quando Zveiter manteve sua posição favoráel ao deferimento da autorização da denúncia.

TEMER suspende 6 deputados que votaram contra ele

Urbs Magna, 10/08/2017 20:00h

Brasília – O PMDB acaba de suspender por 2 meses todos os seis deputados que votaram contra o presidente Michel Temer, informou a direção do partido. Entre os que votaram a favor da investigação estão: o autor do relatório pela aceitação da denúncia, derrotado na Comissão de Constituição e Justiça, Sérgio Zveiter (RJ), Celso Pansera (RJ), o ex-ministro do governo Dilma Rousseff, e Jarbas Vasconcelos (PE). Laura Carneiro (RJ), Veneziano Vital do Rêgo (PB) e Vítor Valim (CE).

Na nota, o PMDB informou agora a pouco que os seis parlamentares já foram comunicados da decisão, assim como o Conselho de Ética do partido.

O BRASIL como REFÉM

Os mesmos parlamentares que votaram pelo afastamento de Dilma na Câmara, irão votar agora se autorizam ou não a abertura de processo contra Temer

Gleisi Hoffmann, Presidenta do PT

Há pouco mais de um ano, a presidenta Dilma foi afastada temporariamente do cargo e logo depois, definitivamente, pelo impeachment. Os motivos, todos sabemos muito bem, eram completamente sem fundamento. O Tribunal de Contas da União inventou a história das “pedaladas”, que associadas às denúncias de corrupção contra o PT criaram o caldo para afastar a presidenta.

A verdade é que se formou uma coalizão entre os derrotados nas eleições de 2014 e parte dos então aliados do governo. Aécio Neves e Michel Temer à frente. Na retaguarda, quase todos os setores empresariais de peso. Tudo isso com o suporte da grande mídia, que queria tirar o PT do poder sem aguardar a próxima eleição para tentar novamente.

A situação que vivemos hoje, de instabilidade política, jurídica e institucional, além da grave crise econômica, é resultado do método golpista utilizado para tirar Dilma e o PT do poder.

Michel Temer, que surfou a onda do golpe, hoje enfrenta denúncia por corrupção. É o primeiro presidente a ser denunciado no exercício do cargo. O homem que há um ano era apresentado na mídia como o pacificador que colocaria o Brasil nos trilhos mostra-se extremamente agressivo para manter-se no cargo.

Os mesmos parlamentares que votaram festivamente pelo afastamento de Dilma na Câmara dos Deputados, irão votar agora se autorizam ou não, a abertura de processo contra Temer. Será uma prova de coerência.

Acredito que Temer tem de sair do governo. Se tivesse um mínimo de dignidade renunciaria e convocaria eleições, antecipando o pleito de 2018, como sugeriu o presidente Lula. Acho pouco provável que o faça.

Aliás, vivemos uma instabilidade judicial muito grande. A constitucionalidade e legalidade da decisão que reintegrou Aécio Neves ao Senado, foram negadas a outros processados pela Lava Jato. Principalmente aqueles ligados ao Partido dos Trabalhadores.

Temer, entretanto, parece mais interessado em atacar, como fez com o Procurador-Geral da República, do que em se defender. E usar expedientes escusos para manter-se a qualquer custo no poder, mesmo com míseros 7% de aprovação e mais de 80% defendendo sua saída.

Temos ouvido falar em manter o Imposto Sindical em troca de votos de setores ligados a determinadas centrais sindicais, demissões e nomeações na máquina pública para garantir apoios e ameaças veladas de retaliação contra os que vacilarem no apoio.

Enquanto isso, as finanças do governo afundam. Depois de ter o maior déficit em 20 anos, no mês de maio, anunciaram (ou desanunciaram) que não haverá reajuste para o Bolsa-Família, embora até pouco tempo atrás garantissem que o orçamento para isso já estava assegurado. A Polícia Federal parou a emissão de passaportes por falta de orçamento. Aí o governo manda um projeto tirando recursos da Educação para resolver o problema dos passaportes. Mas não deixa de aumentar verbas para a publicidade e propaganda.

Mesmo resistindo agora, ele enfrentará pelo menos mais duas denúncias. Acho pouco provável que resista a todas! É apenas o começo. Ele acabará afastado. O problema é o mal que pode causar antes disso e, depois, o governo que se instalará no Planalto, novamente sem voto, sem legitimidade, comprometido até a medula com os interesses neoliberais.

Essa gente, que tem compromisso apenas consigo mesma, está usando a estratégia de tomar o Brasil como refém para tentar escapar e resolver seus problemas! Não podemos deixar isso acontecer!

*Artigo publicado no Blog do Esmael e no site oficial do PT

Gleisi Hoffmann é senadora e presidenta nacional do PT