Tag: mercado

Mercado chama Bolsonaro de ‘Dilma de calças’, após atrito com Maia

Por Redação Urbs Magna

O estiramento da relação do governo Jair Bolsonaro com o Congresso explicitou as fragilidades da atual gestão para setores que antes apoiavam o governo incondicionalmente. Pela primeira vez, o presidente foi amplamente criticado por atores importantes do mercado que se posicionaram ao lado do comandante da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), na queda de braço entre os Poderes. Governadores e parlamentares planejam um ultimato aos militares, vistos como tutores do Planalto.

PRISÃO DE TEMER AZEDA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA – Ibovespa a -2,5% e alta do dólar – pânico no mercado

Por Redação Urbs Magna

Assim que a notícia da prisão do ex-presidente Michel Temer foi divulgada, o índice Ibovespa chegou a cair 2,5% e o real se desvalorizou. As prisões provocaram “pânico” na classe política e nos mercados, o que faz a reforma da Previdência entrar em modo de suspensão. Segundo a agência XP Política “um ambiente mais turvo e quente no Congresso não tem como ser bom para a reforma da Previdência”. Ela acrescenta: “o judiciário e MP, que hoje prendem Temer, são as mesmas categorias que, junto com outras da elite do funcionalismo, farão pressão pesada contra a reforma no Congresso.”

Risco Bolsonaro dispara: verborragia presidencial assusta mercado e ministros jogam areia na economia

Por Redação Urbs Magna

Investidores ficam assustados com verborragia de Bolsonaro – Manifestações presidenciais inquietam até o mercado financeiro, enquanto os ministros jogam areia no crescimento. Nociva para o comércio externo e os investimentos no País, a incontinência verbal do presidente, secundada pela visão obscurantista dominante no seu ministério, passou a inquietar também o sistema financeiro que bancou sua candidatura.

Bolsonaro cairá. Idiotizado pela mídia (e por natureza), a direita o desconstrói e flerta com a figura do presidente ideal: Hamilton Mourão

Por Redação Urbs Magna

Bolsonaro cairá. Não pelas ostensivas ligações de sua família com as milícias no Rio de Janeiro, mas cairá. Aos donos do poder pouco importa terem um miliciano como presidente, desde que faça as reformas que requerem. Mas Bolsonaro é o cara errado, é incapaz, um ser completamente imbecilizado, e já escrevi sobre isso. Ele foi e será o idiota útil até quando interessar ao sistema.

HADDAD É BEM VINDO POR UM MERCADO COM AVERSÃO A BOLSONARO PELO TEMOR DA REDUÇÃO DE CRÉDITO

Por Redação Urbs Magna

A agência de classificação de risco S&P Global classificou a eleição do ex-capitão Jair Bolsonaro (PSL) como ruim para o cenário econômico brasileiro; para a agência, a disputa entre Haddad (PT) e o ex-militar pode ser posta de seguinte forma: “o candidato do PT não é um outsider, mas Bolsonaro é, o que aumenta o risco de incoerência ou de atrasos em ter as coisas feitas depois das eleições”; A S&P entende que o Brasil tem imensos problemas fiscais, que a economia está praticamente paralisada e que a agenda do presidente poderá afetar a nota de crédito do país.