Tag: fascismo

Haddad: fascimo de Bolsonaro precisa ser contido enquanto houver tempo

Por Redação Urbs Magna

Repercutindo matéria do Jornal Nacional deste sábado (27), da TV Globo, em que a Abraji e a ABI repudiaram a ameaça de prisão feita por Jair Bolsonaro ao jornalista ⁦Glenn Greenwald, Fernando Haddad disse que “um fascista intelectualmente limitado continua sendo um fascista e precisa ser contido enquanto houver tempo”

Anúncios

Exército Brasileiro homenageia Major Alemão, só não disse que ele era nazista de Hitler. Perderam até a vergonha!

Por Redação Urbs Magna

O EB, Exército Brasileiro, postou hoje em seu perfil oficial do Twitter, uma homenagem a um oficial alemão que morava no Rio de Janeiro e que foi assassinado em 1968, nesta mesma data. Mas o EB só não contou que este meso oficial alemão serviu sob o regime nazista da Alemanha, junto com Adolf Hitler. Leia abaixo:

Bolsonaro exalta manifestações fascistas e diz que povo está acima das instituições

Por Redação Urbs Magna

Parabéns a todos que foram às ruas nesse 30/06. A mensagem de vocês é p/ TODAS as autoridades: “não parem o Brasil, combatam a corrupção, apoiem quem foi legitimamente eleito em 2018.” Respeito todas as Instituições, mas acima delas está o povo, meu patrão, a quem devo lealdade, escreveu Bolsonaro no twitter

SIM, O PROBLEMA É O MENTECAPTO QUE NEM SABE O QUE É SOBERANIA E VAI À URNA GARANTIR SUA IGNORÂNCIA

Por Dino Barsa

A facada no ‘coiso’ foi rapidamente atestada como um caso comum de transtorno mental… e não se fala mais nisso. O cenário mudou, mas antes disso uma nova sociologia cadastrou e patenteou uma estranha tribo urbana que não se sabe ao certo como se formou. Vejamos:

BOLSONARO E GUEDES DECRETARIAM PRISÃO PERPÉTUA DE LULA, QUE MORRERIA SEM NUNCA MAIS FALAR

Por Redação Urbs Magna

Chomsky, o linguista, filósofo, cientista cognitivo, comentarista e ativista político americano, ou seja, o maior intelectual vivo da atualidade, confirma que Paulo Guedes, o eventual ministro da economia de Bolsonaro em caso de vitória nas urnas, trabalhou com o fascista ditador Pinochet no Chile. Com uma eventual vitória do ‘coiso’, Lula seria esquecido e morreria na cela de alguma prisão de segurança máxima do Brasil