Tag: Dilma Rousseff

“Alguém acha que Dilma caiu por um problema contábil?”, diz Janaína Paschoal confessando o GOLPE 2016 e a farsa do impeachment

Por Redação Urbs Magna

Em sua conta no Twitter, advogada e deputada estadual admite que ex-presidenta não cometeu crime de responsabilidade. Repercussão foi imediata

Anúncios

Escritor espanhol afirma que com Lula livre, direita vai pedir Dilma na prisão

Por Redação Urbs Magna

O jornalista e escritor espanhol Juan Arias afirma que, diante da possibilidade real de Lula ser libertado em breve, a extrema direita quer a ex-presidenta Dilma na prisão. Ele diz: “a extrema direita sonha em ver Dilma na prisão. Dizem que seria o sonho do presidente Jair Bolsonaro.”

Revelação da Vaza Jato leva Dilma a pedir liberdade de Lula e revisão do impeachment

Por Redação Urbs Magna

Caiu como bomba a reportagem da Folha de S. Paulo deste domingo mostrando que a Lava Jato agiu de forma seletiva quanto aos grampos feito nas ligações telefônicas do ex-presidente Lula quando ele estava para ser nomeado ministro da então presidenta Dilma Rousseff, em 2016

Moro enganou Gilmar, que deve pedido de desculpas a Lula… pois não fosse a manipulação, o Brasil ainda seria uma democracia e não a vergonha do mundo

Por Redação Urbs Magna

O novo capítulo da Vaza Jato revela que Gilmar Mendes e o Supremo Tribunal Federal foram enganados pela Lava Jato para que Lula não fosse ministro da Casa Civil e Dilma fosse derrubada – ENTENDA A MERDA QUE O MENTIROSO SERGIO MORO FEZ COM O BRASIL

Cristovam Buarque agora defende Dilma. Ex-senador que apoiou o golpe 2016 reconhece que ela, ao contrário de Jair Bolsonaro, jamais tentou aparelhar órgãos de controle

Por Redação Urbs Magna

Cristovam critica aparelhamento dos órgãos de controle por Bolsonaro: “Preciso reconhecer: nem Lula, Dilma ou Temer, em 16 anos, interferiram para tolher a Lava Jato, controlar o MP, a Receita, a PF. Em 7 meses, o atual governo mostra interferências diretas nestes orgãos para, tudo indica, proteger interesses de aliados e familiares”, diz o ex-senador, que apoiou o golpe de 2016

Dilma: após 500 dias da prisão ilegal de Lula, o neofascismo devasta o Brasil

Por Redação Urbs Magna

“Agora, o mal está feito. O Brasil está sendo devastado por um governo neofascista na política e neoliberal na economia, encabeçado por um presidente escatológico e intolerante. Flagradas suas parcialidades, o juiz e os procuradores que se uniram em conluio para condenar Lula, destruir a economia e atropelar a Justiça negam o inegável. Desmentem o indesmentível”, diz a ex-presidente Dilma Rousseff, deposta pelo golpe de 2016, sobre a prisão política de Lula

‘Moro protegeu Cunha para esconder a verdade sobre o golpe de 2016’, diz Dilma no BuzzFeedNews (novo parceiro do The Intercept

Por Redação Urbs Magna

A ex-presidenta Dilma Rousseff (PT) divulgou uma nota nesta terça-feira (13) afirmando que a reportagem do site BuzzFeedNews (novo parceiro do Intercept) mostra que o ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sérgio Moro, protegeu o ex-deputado Eduardo Cunha (MDB-RJ) para “esconder as razões espúrias do golpe de 2016”

“Polícia nas universidades é mais um motivo para ir às ruas”, diz Dilma sobre pedido da AGU ao STF para reprimir manifestações políticas

Por Redação Urbs Magna

Entre os argumentos para ir às ruas do País nesta quinta-feira, 30, a ex-presidenta Dilma Rousseff (PT) disse que é preciso protestar também contra o pedido feito pela Advocacia Geral da União para que o STF autorize a polícia a invadir as universidades brasileiras para reprimir manifestações políticas; atos do #30M contra corte de verbas nas universidades e institutos federais, pretendidos pelo governo Jair Bolsonaro estão marcados para cerca de 150 cidades

Golpe 2016 completa três anos. Saldo: economia no buraco, destruição das políticas sociais, ascensão da extrema direita, prisão de Lula e Estado de Exceção

Por Redação Urbs Magna

No dia 12 de maio de 2016 Dilma era afastada e Michel Temer tomava posse como presidente interino do país; ex-presidenta, pelas redes sociais, lembrou da data; “Deu no que deu: ascensão da extrema direita, prisão de Lula e Estado de Exceção”