decreto de porte de armas

Moro: ‘decreto de armas é tão somente o cumprimento da promessa de Bolsonaro aos seus eleitores, nada tendo a ver com segurança pública, só isso’

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, admitiu nesta quarta-feira (8) que o decreto de Jair Bolsonaro que liberou o porte de armas a mais de um milhão de pessoas nada tem a ver com segurança pública e que é pagamento de uma dívida político-eleitoral à base bolsonarista: “Não tem a ver com a segurança pública. Foi uma decisão tomada pelo presidente em atendimento ao resultado das eleições”.