Candidatura de Lula

CASO ONU/LULA É SÉRIO E PODE OBRIGAR O BRASIL A REPARAR DANOS CAUSADOS AO EX-PRESIDENTE

Em entrevista, a especialista em Direito Internacional e vice-presidente do Comitê de Direitos Humanos da ONU, Sarah Cleveland, disse que discorda das alegações feitas por integrantes do governo brasileiro de que as determinações da ONU em relação ao ex-presidente Lula sejam apenas “recomendações” que não precisam ser cumpridas. “É uma posição muito perigosa para qualquer país que queira ser considerado um país que cumpre os direitos humanos e o estado de direito internacional”

“LÍDERES DO MUNDO INTEIRO ESTÃO VINDO VISITAR LULA… (QUE) É LÍDER MUNDIAL”, DIZ HADDAD EM CURITIBA

Candidato a vice-presidente na chapa de Luiz Inácio Lula da Silva, Fernando Haddad, participou nesta noite de uma caminhada pelo centro de Curitiba, junto com outros líderes do PT, como a presidente nacional do partido, senadora Gleisi Hoffmann; em discurso, Haddad destacou a repercussão global da perseguição política a Lula; “Líderes do mundo inteiro estão vindo visitar o Lula. Da América Latina, dos Estados Unidos, da Europa… Lula é líder mundial” 

TSE NÃO PAUTOU O QUE JULGAR SOBRE LULA SEXTA (31) POIS ESPERA A DEFESA DO EX-PRESIDENTE SE PRONUNCIAR

NOTÍCIAS DE QUE O TSE NÃO JULGARIA CANDIDATURA DE LULA FORAM POSTADAS À TARDE POR ALGUNS SITES PROGRESSISTAS PORQUE NADA HAVIA NA PAUTA SOBRE O EX-PRESIDENTE PARA A SEXTA (31). Mas a verdade é que o TSE marcou o julgamento e não anotou na pauta porque ainda não dicidiu sobre o que vão discutir. E o início desta ‘não discussão’ está previsto para as 14:30h. O ‘Broadcast Político’ apurou que ministro do Supremo pode levar a julgamento tanto o pedido de liminar para barrar a presença do ex-presidente no horário eleitoral no rádio e na TV quanto o julgamento do mérito do registro do petista

GILMAR MENDES SUGERE QUE LULA PODE CONCORRER E SER ELEITO O PRÓXIMO PRESIDENTE DO BRASIL

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou nesta quarta-feira (29) que não há impedimento para um candidato à Presidência da República que seja réu em ação penal assumir a Presidência da República, caso seja eleito; “O que a Constituição diz é que o presidente da República não poderá, depois de recebida a denúncia, continuar no cargo. Só isso. Qualquer outra situação é um devaneio”, disse Gilmar