STF surpreso e constrangido com a “bola fora” do “insensato” Dias Toffoli no encontro Musk/Bolsonaro

O ministro do STF, Dias Toffoli, foi flagrado no meio de um grupo de empresários e convidados que compareceram ao evento do presidente Jair Bolsonaro e do bilionário dono da Space X e da Tesla, Elon Musk | Imagem de fundo do portal O Antagonista

A aparição “imprópria” ocorre num instante em que o presidente escapa das “quatro linhas” para distribuir joelhadas em magistrados

Após a repercussão da notícia de que o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Dias Toffoli compareceu no encontro do presidente Jair Bolsonaro (PL), seus ministros e empresários selecionados com o bilionário dono da Tesla e Space X, Elon Musk, magistrados da Corte estão surpresos e constrangidos com o comportamento “impróprio” e “insensato“.

Uma “bola fora”, num instante em que Bolsonaro escapa das “quatro linhas” para distribuir joelhadas no Supremo, no TSE [Tribunal Superior Eleitoral] e em magistrados que operam nas duas Cortes“, escreve Josias de Souza, no UOL.

A justificativa do gabinete do ministro é a de que ele “participou da concepção do Conecta Amazônia, programa que serviu de pretexto para a passagem relâmpago de Elon Musk pelo Brasil. O projeto surgiu de uma parceria do Ministério das Comunicações com o CNJ, Conselho Nacional de Justiça. Um dos propósitos da ampliação dos serviços digitais na Amazônia seria o de facilitar o acesso à Justiça naquela região. Toffoli presidiu o Supremo e o CNJ no biênio 2018-2020. Daí seu comparecimento à reunião com Musk“, diz o jornalista.

Mas a explicação “não caiu bem no Supremo. Entendeu-se que Toffoli confunde cargo com propriedade. Hoje, quem comanda a Corte e o CNJ é Luiz Fux. Confunde também descontração com promiscuidade, pois confraternizava com Bolsonaro e sua trupe apenas dois dias depois de ter rejeitado notícia-crime do presidente contra Alexandre de Moraes“, diz Josias de Souza.

O inquérito que aborrece Bolsonaro foi aberto por Toffoli em 2019, quando presidia o Supremo. Agiu por conta própria, sem ouvir o Ministério Público Federal. Absteve-se de realizar o sorteio para a escolha do relator, indicando Alexandre de Moraes“, lembra o jornalista.

Siga Urbs Magna no Google Notícias
Comente

1 comentário em “STF surpreso e constrangido com a “bola fora” do “insensato” Dias Toffoli no encontro Musk/Bolsonaro”

  1. SamuelMedina Loureiro

    A INTENÇÃO DA MILÍCIA SEMPRE FOI DESMORALIZAR O SUPREMO, TRAIDOR EM QUALQUER GRUPO SEMPRE EXISTIRÁ ATÉ JESUS CRISTO FOI TRAIDO.

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.