SERGIO MORO ACEITOU! SERÁ O MINISTRO DA JUSTIÇA EM 2019, NO GOVERNO BOLSONARO – PREPAREM-SE!

01/11/2018 0 Por Redação Urbs Magna
Compartilhe

Receba nossas atualizações gratuitamente direto no seu WhatsApp
Salve nosso número em sua agenda e envie-nos uma mensagem
whatsapp


A confirmação veio por nota de Moro, após reunião com Bolsonaro, na Barra – Rio. Antes, já havia a confirmação não oficial da decisão do juiz. Moro disse que deixará audiências Lava Jato para “evitar controvérsias desnecessárias”. Disse também que a operação vai continuar em Curitiba, com “valorosos” juízes locais.

 

O juiz Sérgio Moro, ao deixar a casa do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), no Rio de Janeiro — Foto: Henrique Coellho/G1

O juiz Sérgio Moro, ao deixar a casa do presidente eleito Jair Bolsonaro

 

A ideia de Moro, descrita em nota, é implementar uma “forte agenda anticorrupção e anticrime organizado”.

A reunião durou 1h30, enquanto apoiadores da Lava Jato e simpatizantes do ‘coiso’ se aglomeravam na frente da casa de Bolsonaro.

Depois, Bolsonaro publicou a decisão em seu Twitter:

Moro é o 5º ministro já confirmado na equipe de Bolsonaro, depois de Onyx Lorenzoni: Casa Civil, Paulo Guedes: Economia, General Augusto Heleno: Defesa, Marcos Pontes: Ciência e Tecnologia.

Veja a íntegra da nota divulgada por Sérgio Moro: Nota oficial:

Fui convidado pelo Sr. Presidente eleito para ser nomeado Ministro da Justiça e da Segurança Pública na próxima gestão. Após reunião pessoal, na qual foram discutidas políticas para a pasta, aceitei o honrado convite. Fiz com certo pesar, pois terei que abandonar 22 anos de magistratura. No entanto, a pespectiva de implementar uma forte agenda anticorrupção e anticrime organizado, com respeito à Constituição, à lei e aos direitos, levaram-me a tomar esta decisão. Na prática, significa consolidar os avanços contra o crime e a corrupção dos últimos anos e afastar riscos de retrocessos por um bem maior. A Operação Lava Jato seguirá em Curitiba com os valorosos juízes locais. De todo modo, para evitar controvérsias desnecessárias, devo desde logo afastar-me de novas audiências. Na próxima semana, concederei entrevista coletiva com maiores detalhes. Curitiba, 01 de novembro de 2018.

Sergio Fernando Moro

Em novembro de 2016, Moro afirmara que jamais seria um político. Agora, ele poderá até concorrer para a presidência em 2022:

JORNAL MORO POLÍTICA.jpg

com informações do G1/Globo/Folha/Uol


LOGO FOOTER ET URBS MAGNA

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.
Compartilhe