“Segunda-feira vai ser o estouro da boiada e até a zona vai funcionar”, dizem integrantes do governo

11/04/2020 2 Por Redação Urbs Magna

A situação é tão grave que um médico disse: “Não vai ter caixinha de cloroquina que funcione”. O comentário vem em momento de temor de especialistas sobre os efeitos de possível ‘ordem’ de Bolsonaro para mandar o povo brasileiro para fora da quarentena, o que está deixando parte do governo em tensão acima do normal. Segundo integrantes da equipe do Planalto, a medida induzirá as pessoas a irem às ruas e um deles chegou a dizer: “Segunda-feira será o estouro da boiada“.

Bolsonaro está alongando a lista de atividades consideradas de funcionamento essencial durante a pandemia no país, mesmo com as medidas de restrição em vigor adotadas por vários governadores e, por esse motivo, no Palácio da Alvorada a tensão é grande desde a sexta (10), de acordo com informações de Mônica Bergamo em sua coluna Painel da Folha de São Paulo hoje, sábado (11).

Junte-se a 37.046 outros assinantes

Bergamo relata que um funcionário do governo Bolsonaro foi consultado sobre a eventual medida a ser decretada e disse que a lista estudada era tão vasta que “daqui a pouco até zona de prostituição vão considerar essencial”.

Em outra reportagem veiculada pelo jornal nesta sexta-feira (11), Mônica Bergamo relata que o médico infectologista David Uip disse que “os dados demonstram claramente que, conforme caem os índices de isolamento social, aumentam casos e mortes de forma vertiginosa. Por isso, reforçamos que a melhor vacina contra o coronavírus é ficar em casa. Com 70% de distanciamento social conseguiremos controlar a pandemia”.

Se o isolamento acabar, a curva da Covid-19 entrará em espiral, conforme Mandetta tem dito insistentemente dando orientações para a população brasileira continuar o isolamento social em afirmações que sempre desagradam Bolsonaro: “Enquanto não tivermos as condições de mudarmos as recomendações, nós reforçamos que devem ser seguidas as orientações dos senhores governadores de estado.”

Bolsonaro está errado: a doença se imporá

A situação poderá se tornar gravíssima. Um médico que participa de um dos conselhos de combate ao coronavírus disse que a doença se imporá. Ela já fechou a Itália, a Espanha, a França, Nova York e diversos estados americanos e acabará fazendo o mesmo com o Brasil. “Não vai ter caixinha de cloroquina que funcione”, afirma o especialista, referindo-se ao remédio pregado por Bolsonaro para ser usado em pacientes de Covid-19.

➤ Leia também:

Vídeo: Bolsomínion arrependida que chamou Bolsonaro de traidor comenta sua iniciativa

Telegram: Acesse e SIGA NOSSO CANAL