Sara Winter depõe na Polícia Federal, onde ficará presa por no máximo 10 dias

15/06/2020 0 Por Redação Urbs Magna

Et Urbs Magna – Sara Winter depôs na Polícia Federal nesta segunta (15), após ser presa pela manhã. Ela negou comandar atos antidemocráticos e que o 300 do Brasil seja bancado pelo governo, de acordo com reportagem no G1.  

Sua prisão partiu de inquérito aberto no STF (Supremo Tribunal Federal) a pedido da P-GR (Procuradoria-Geral da República) em abril e teve como objetivo apurar captação de recursos pelo grupo para os atos antidemocráticos, o que é crime da Lei de Segurança Nacional.

Junte-se a 37.303 outros assinantes

Sara Fernanda Giromini permanecerá presa apenas temporariamente por cinco dias podendo chegar a dez. Ela ficou muda quando foi questionada sobre o polêmico vídeo contra o ministro do STF, Alexandre de Moraes, em que o chamou de arrombado.

Na ocasião, as imagens viralizaram nas redes sociais. A ativista de extrema direita atacou com palavras duras a instituição e a democracia brasileira, após ter sido alvo de busca e apreensão, pela PF, no âmbito do inquérito das Fake News, no qual Moraes é relator.

Neste fim de semana, a PM-DF cumpriu determinação do governador Ibaneis Rocha e “desmantelou”, como Sara afirmou, o acampamento onde se alojavam cerca de 20 membros do movimento autodenominado ‘300’.

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.