Rosane Collor e seu livro (delator?)

27/12/2014 0 Por Redação Urbs Magna

A mulher bomba Rosana Malta, assim renomeada após a separação, publica as “coisas” do presidente do impeachment Fernando Collor de Melo, como esquemas de corrupção e até seus rituais macabros.fernando-collor-presidente-impeachment-protesto-06-original (1)

Apesar do desequilíbrio emocional e espiritual visível ao longo dos anos em que se mantém separada do ex-presidente Fernando Collor de Melo, Rosana Malta, que chegou a dizer que é um dossiê vivo da era do impeachment, acaba de lançar um livro onde diz que conta toda a verdade (a dela) sobre seu ex-marido.

Na interpretação popular, uma mulher ferida e magoada pela traição do homem que um dia foi seu príncipe é capaz de qualquer coisa. Mesmo que Collor tenha sido e feito tudo o que presenciamos de sua péssima passagem pelo Governo do Brasil, e mesmo que ele tenha sido traído pela ex-primeira dama como afirma, a principal força motriz das revelações de Rosana Malta baseia-se na evidência de que seu ex-amado praticou infidelidade matrimonial durante sua Era no planalto, após o que Rosana foi trocada, assumidamente e publicamente, por outra mulher mais jovem e fértil e com a qual o atual senador pôde, enfim, ter seus sonhados herdeiros concebidos definitivamente, o que explica os rituais com fetos humanos descritos no livro.
Não há, pois, a menor necessidade de entrarmos no mérito da questão do impeachment para entendermos que as emoções supracitadas desta mulher vão além dos limites da tolerância e além do que merecemos ou desejamos saber. Mas como vivemos em país 42747945democrático, ainda que com tantos transtornos estatais que temos presenciado nos últimos dias/meses, somos obrigados a nos deparar com materiais impróprios e desnecessários para o nosso crescimento cultural e espiritual cabendo a cada um separar o joio do trigo.
No fim de toda essa novela pastelão que o Brasil já esqueceu, Rosana Malta diz ter se convertido à uma religião protestante, com ações muito diferentes das praticadas por seu doutrinamento espiritualista anterior e volta a expor uma ferida que é somente sua. Com tantos problemas que o país enfrenta, a crente emergente surge e quer meter toda a merda do passado no ventilador, mas ela já secou e desapareceu. Particularmente penso que ela deveria, há muitos anos atrás, ter catado o cocô de seu cachorro da grama alheia porque a bosta não era nossa e nem da nossa conta. Mas caso alguém (e deve ter muita gente) tenha interesse em adquirir ou conhecer a (literatura?) que jamais será um best-seller mas sim tão somente um ganha-pão, aqui vai a informação: Tudo o que vi e vivi – O testemunho corajoso da primeira-dama mais jovem que o Brasil já teve é o título da (obra?) publicação da Editora LEYA na qual a (escritora?) Rosane Malta confirma o esquema corrupto de PC Farias, fala de sua morte e discute para onde foi o dinheiro arrecadado pelo tesoureiro. Ficou curioso?

𝘊𝘰𝘮𝘦𝘯𝘵𝘦 𝘤𝘰𝘮 𝘴𝘦𝘶 𝘍𝘢𝘤𝘦𝘣𝘰𝘰𝘬 𝘰𝘶 𝘶𝘵𝘪𝘭𝘪𝘻𝘦 𝘢 𝘰𝘶𝘵𝘳𝘢 𝘴𝘦çã𝘰 𝘮𝘢𝘯𝘵𝘪𝘥𝘢 𝘢𝘣𝘢𝘪𝘹𝘰. 𝘖𝘴 𝘤𝘰𝘮𝘦𝘯𝘵á𝘳𝘪𝘰𝘴 𝘴ã𝘰 𝘥𝘦 𝘳𝘦𝘴𝘱𝘰𝘯𝘴𝘢𝘣𝘪𝘭𝘪𝘥𝘢𝘥𝘦 𝘥𝘦 𝘲𝘶𝘦𝘮 𝘰𝘴 𝘱𝘶𝘣𝘭𝘪𝘤𝘢 𝘦 𝘱𝘰𝘥𝘦𝘮 𝘯ã𝘰 𝘳𝘦𝘧𝘭𝘦𝘵𝘪𝘳 𝘢 𝘰𝘱𝘪𝘯𝘪ã𝘰 𝘥𝘰 𝘴𝘪𝘵𝘦. 𝘛𝘦𝘹𝘵𝘰𝘴 𝘷𝘶𝘭𝘨𝘢𝘳𝘦𝘴 𝘦 𝘥𝘪𝘴𝘤𝘶𝘳𝘴𝘰𝘴 𝘥𝘦 ó𝘥𝘪𝘰 𝘴ã𝘰 𝘥𝘦𝘴𝘯𝘦𝘤𝘦𝘴𝘴á𝘳𝘪𝘰𝘴 𝘱𝘢𝘳𝘢 𝘢 𝘤𝘰𝘯𝘴𝘵𝘳𝘶çã𝘰 𝘥𝘦 𝘶𝘮𝘢 𝘴𝘰𝘤𝘪𝘦𝘥𝘢𝘥𝘦 𝘤𝘪𝘷𝘪𝘭𝘪𝘻𝘢𝘥𝘢. 𝘕𝘦𝘴𝘵𝘦𝘴 𝘤𝘢𝘴𝘰𝘴, 𝘳𝘦𝘴𝘦𝘳𝘷𝘢𝘮𝘰-𝘯𝘰𝘴 𝘰 𝘥𝘪𝘳𝘦𝘪𝘵𝘰 𝘥𝘦 𝘣𝘢𝘯𝘪𝘳 𝘴𝘦𝘶𝘴 𝘱𝘦𝘳𝘧𝘪𝘴.
Anúncios